ACTUALIDADE

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Covid-19: Cabo Verde recebe hoje do governo chinês 50 mil doses de vacinas Sinopharm 11 Junho 2021

Cabo Verde recebe na noite de hoje do governo chinês 50 mil doses de vacinas Sinopharm e 51.200 seringas , aumentando para mais de 200 mil as doses das vacinas disponíveis no País.

Covid-19: Cabo Verde recebe hoje do governo chinês 50 mil doses de vacinas Sinopharm

A cerimónia de recepção oficial, de acordo com uma nota de imprensa, acontece às 23:00 em acto que contará com as presenças do primeiro-ministro, Ulisses Correia e Silva, e do embaixador da China em Cabo Verde, Du Xiaoncong, para além de outras individualidades.

Com mais este lote o país tem em estoque mais de 150 mil doses provenientes de várias doações, nomeadamente no âmbito da Covax, iniciativa fundada pela Organização Mundial da Saúde (OMS), da Cooperação Portuguesa e de países como França e Hungria.

Com mais este lote da vacina chinesa, o arquipélago passa a dispor de mais de 200 mil doses de vacinas, segundo o ministro da Saúde, Arlindo do Rosário, quantidade que dá para imunizar mais de 30 por cento (%) da população elegível para vacinação anti-covid-19.

A meta do Governo é vacinar até 70% da população cabo-verdiana com mais de 18 ano até ao final deste ano de 2021.

Mais de 10% da população já foi vacinada com a primeira fase da vacina AstraZeneca e 2.700 pessoas que receberam a vacina da Pfizer já tomaram a segunda dose, estando completamente imunizadas.

Ontem a representante do Banco Mundial em Cabo Verde disse que a instituição está disponível para financiar a aquisição das vacinas em falta para imunizar a população cabo-verdiana contra a covid-19.

O Banco Mundial disponibilizou já cinco milhões de dólares para a aquisição das vacinas e está disponível para dobrar ou até triplicar esse valor em função da demanda do país de vacinar 70% da população até final deste ano.

“Vai depender muito da demanda, porque tem várias doações que já chegaram. A gente já tem cinco milhões disponibilizados e poderíamos ir a um valor acima disso, dobrando ou até triplicando. Ainda estamos em discussões para ver qual é ‘gap’ real e os custos das vacinas, mas estamos a fazer todos os esforços para ter os recursos disponíveis para cobrir os 40%o que estão faltando em termos de financiamento”, disse.

O programa de vacinação contra covid-19 arrancou em finais de Março, quando o país recebeu no âmbito do Covax da OMS um total de 24 mil doses da Astrazeneca e 5.850 da Pfizer, tendo sido vacinados em primeiro lugar os profissionais de saúde e idosos com mais de 70 anos.

A faixa etária abrangida baixou para até 60 anos e neste momento estão a ser abrangidos todos os cidadãos com mais de 45 anos, doentes crónicos e grupos profissionais, sendo a população elegível todas as pessoas com mais de 18 anos.A Semana/Inforpress

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    publicidade

    Newsletter

    Abonnement

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project