ACTUALIDADE

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Covid-19: Cabo Verde regista mais 18 casos positivos, 52 recuperados e nenhum óbito 03 Fevereiro 2022

Cabo Verde reportou nas últimas 24 horas mais 18 casos novos positivos e 52 recuperados do total de 470 amostras processadas nos laboratórios de virologia do País.

Covid-19: Cabo Verde regista mais 18 casos positivos, 52 recuperados e nenhum óbito

Segundo a Inforpress que cita os resultados das amostras processadas nos laboratórios no dia de 01 de Fevereiro de 2022, do total de 470 resultados recebidos, somam-se 18 casos novos positivos e 52 recuperados e nenhum óbito.

A taxa de positividade rondou os 3,8 por cento.

Os casos novos foram registados em São Vicente (6), Praia (5), Santa Catarina (2), Ribeira Brava de São Nicolau (2), São Filipe (1), Ribeira Grande de Santo Antão (1), e Santa Cruz (1).

Dos recuperados, o concelho da Praia registou (11), Sal (11) Santa Catarina (6), São Vicente (4), Ribeira Brava (4), Santa Catarina de Fogo (3), Maio (3), Tarrafal de São Nicolau (2), Ribeira Grande de Santo Antão (2), Paúl (2), São Salvador do Mundo (1), São Miguel (1), São Felipe (1), Porto Novo (1).

Com estes dados o País passa a contabilizar 319 casos activos, 54975 casos recuperados, 396 óbitos- 40 óbitos por outras causas e 9 transferidos-, perfazendo um total de 55739 casos positivos acumulados.

No sentido de mitigar as consequências da pandemia de COVID-19 em Cabo Verde as autoridades sanitárias apelam às pessoas para que adiram à campanha de vacinação contra a COVID-19 que está a decorrer em todo o país, para que todos possam estar mais protegidos o mais rápido possível, refere a fonte deste jornal.

Reforçam também o apelo para que se cumpra o distanciamento social, o uso da máscara e a prática da higiene das mãos e demais recomendações das autoridades sanitárias, para evitar a propagação da COVID-19.

A doença respiratória é provocada pelo coronavírus SARS-CoV-2, detectado no final de 2019 em Wuhan, cidade do centro da China.

A variante Ómicron, que se dissemina e sofre mutações rapidamente, tornou-se dominante do mundo desde que foi detectada pela primeira vez, em Novembro, na África do Sul.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project