ACTUALIDADE

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Covid-19: Cabo Verde regista mais duas mortes na Praia e 46 novos casos positivos 28 Setembro 2020

Cabo Verde contabilizou hoje mais duas mortes na Praia provocadas pela covid-19, passando a ter um total de 59 óbitos associados à doença, e mais 46 novos casos positivos, informou o diretor Nacional de Saúde. A situaçao, segundo alertam observadores atentos, é mais complicada do que se pensa, poraunto agora acontecem mortes de doentes com mais regularidades, principalmente em Santiago.

Covid-19: Cabo Verde regista mais duas mortes na Praia  e 46 novos casos positivos

Segundo a Lusa, no habitual ponto de situação da doença no país, Artur Correia informou que os dois óbitos aconteceram no Hospital Agostinho Neto, na cidade da Praia, e são dois homens, de 85 e 93 anos.

Nas últimas 24 horas, o país registou mais 46 novos casos positivos de covid-19, dos quais 42 no concelho da Praia, elevando para 5.817 casos acumulados desde 19 de março no país.

De domingo para esta segunda-feira, as autoridades de saúde deram alta a mais 103 doentes, acrescentou o diretor nacional, passando o país a ter um acumulado de 5.134 pessoas dadas como recuperadas (88%).

Cabo Verde tem neste momento 622 casos ativos da doença, ainda segundo o porta-voz do Ministério da Saúde, a que se juntam a dois transferidos para os seus países.

O diretor nacional de Saúde fez a habitual análise das últimas quatro semanas epidemiológicas, salientando o pico de 501 casos entre 31 de agosto e 06 de setembro a nível nacional, onde a taxa de transmissão se situa em 1,13%.

Conforme a mesma fonte, a maior preocupação é na cidade da Praia, não só pelo número de casos registados localmente, mas também pelos aspetos sociais, habitacionais e comportamentais da sua população.

Praia regista um acumulado de 3.471 casos, dos quais 38 óbitos.

Por causa do elevado número de casos diários na capital de Cabo Verde, o Governo voltou a encerrar as praias e a adiar para, pelo menos, novembro o início das aulas presenciais no concelho, que em todo o resto do país será em 01 de outubro, em simultâneo com as teleaulas.

Na conferência de imprensa, a delegada de Saúde da Praia, Ullardina Furtado, disse que as autoridades têm feito tudo para diminuir a taxa de infeção, mas considerou que falta “maior compromisso” de todos e um diagnóstico mais precoce.

Por sua vez, o diretor nacional voltou a pedir a responsabilidade das pessoas em isolamento domiciliar, avançando que a supervisão detetou que há um “nível preocupante” de pessoas que não estão a cumprir o determinado.

“As pessoas têm que ser responsáveis, têm que cumprir o compromisso social, o compromisso com Cabo Verde porque só assim poderemos retomar normalmente as nossas atividades e só assim o país pode sair dessa situação”, apelou o técnico de saúde citado pela Lusa.

A pandemia de covid-19 já provocou mais de um milhão de mortos e mais de 33,1 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade





  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    publicidade

    Newsletter

    Abonnement

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project