ACTUALIDADE

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Covid-19: Cabo Verde regista mais três mortos em Santiago e 48 novos casos positivos 07 Agosto 2020

Cabo Verde registou hoje mais três mortes e 48 novos casos positivo de infecção pelo novo coronavírus, elevando para 30 o número de óbitos e 2.782 de infectados.

Covid-19: Cabo Verde regista mais três mortos em Santiago e 48 novos casos positivos

O anúncio foi feito, segundo a Inforpress, pelo director do Serviço de Prevenção e Controlo de Doenças, Jorge Noel Barreto, que falava na habitual conferência de imprensa para balanço e actualização da situação epidemiológica no país sobre a covid-19, adiantando que das três mortes, duas foram registadas no concelho da Praia e uma em São Salvador do Mundo.

Conforme explicou este responsável do Ministério da Saúde e da Segurnaça Social, a paciente de São Salvador do Mundo tinha 87 anos e estava internada no Hospital Regional Santa Rita Vieira. Acrescentou que duas vítimas mortais da Praia tinham 57 e 59 anos e todas tinham problemas de saúde, sendo que esta último estava num estado bastante crítico.

De acordo com as informações recebidas até as 15 horas de hoje, num total de 311 amostras, 48 destas deram positivas, sendo 38 na capital do país, quatro no Tarrafal de Santiago, um em Santa Catarina de Santiago, um em Santa Cruz, um em São Domingos e um em São Vicente. Neste concelho, o Delegado local de Saúde já solicitou medidas mais drásticas por parte do governo em relação às pessoas e instuições públicas e privadas que não vêm cumprido com rigor as restrições impostas pelas autoridades sanitárias.

O boletim epidemiológico indica que 32 pacientes recuperam da doença, sendo 16 na praia, nove em Santa Cruz e sete no Sal.

A mesmam fonte dá conta que 11 casos foram considerados suspeitos, dois na Praia, três em Santa Catarina de Santiago, uma na Ribeira Grande de Santiago , um em Santa Cruz , dois em São Miguel , um em São Lourenço dos Órgãos e um na ilha do Maio.

Em relação aos casos activos, Jorge Noel Barreto adiantou que o país tem um total de 709 doentes em seguimento, sendo que a capital do país continua a contribuir com 77%, seguido de Santiago Norte e Sal.

Os dados indicam que 2.042 pessoas já tiveram alta, 571 estão em quarentena e 2.782 casos acumulados.

A taxa de letalidade global continua em 1%, a taxa de pessoas que já tiveram alta é de 73%.

Questionado sobre as recomendações da Organização Mundial da Saúde, que indica que os doentes assintomáticos passam a ter alta após dez dias de isolamento e sem fazer o teste PCR, Jorge Noel Barreto explicou que estudos recentes apontam que a probabilidade dessa pessoa infectar o outro e muito baixo.

“Esta é uma situação nova e ao longo desse período todo, já se tem evidência de que a fase mais crítica em relação a capacidade de infeção do vírus, a sua infeciosidade são os cinco primeiros dias e a partir daí a capacidade de infeção que este vírus teria para infetar outra pessoa é reduzida”, referiu.

Ainda segundo a Inforpress, o director do Serviço de Prevenção e Controlo de Doenças disse ainda que tudo isso explica o porquê que algumas pessoas aqui em Cabo Verde já estavam assintomáticas e ficaram mais de um mês no isolamento com o PCR a dar sempre positivo.

Por outro lado, avançou que essa medida vai contribuir também para rentabilidade dos testes PCR que neste momento estão cada vez mais escassos, sendo que todos os países estão a encomendar e a indústria não consegue dar conta da demanda.

Novas medidas do governo e evolução da doença

Na ocasião, mostrou-se satisfeito com as medidas anunciadas hoje pelo Governo (ver este jornal) em relação às ilhas do Sal e Santiago, medidas essas que, no seu entender, poderão contribuir para a contenção da situação actual, sobretudo no concelho da praia.

“O que temos que realçar aqui é o comportamento das pessoas que também tem o seu papel, uso adequado das máscaras, lavar as mãos com água e sabão, desenfestar com álcool gel, manter o distanciamento social . São atitudes que recomendamos e poderão ajudar a reduzir o risco da propagação e diminuir o número de casos”, avançou segundo a Inforpress.

Em África, há 22.066 mortos confirmados em mais de um milhão de infectados em 55 países, segundo as estatísticas mais recentes sobre a pandemia naquele continente.

A pandemia de covid-19 já provocou mais de 715 mil mortos e infectou mais de 19,1 milhões de pessoas em 196 países e territórios, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detectado no final de Dezembro, em Wuhan, uma cidade do centro da China. Foto: Inforpress/governo

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade





  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    publicidade

    Newsletter

    Abonnement

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project