ACTUALIDADE

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Covid-19: Cabo Verde regista uma morte em São Vicente e 53 novos casos nas últimas 24 horas 05 Julho 2022

Cabo Verde registou mais um óbito por covid-19, ocorrido em São Vicente, e mais 53 casos positivos nas últimas 24 horas, num dia em que 116 doentes foram declarados recuperados.

Covid-19: Cabo Verde regista uma morte em São Vicente e 53 novos casos nas últimas 24 horas

De acordo com a Inforpress que cita o boletim epidemiológico publicado hoje, foram analisadas 339 amostras das quais resultaram os 53 casos, sendo 21 provenientes de São Vicente e 14 de São Filipe, na ilha do Fogo.

O concelho da Praia que habitualmente lidera a lista dos municípios com a maiores números de casos positivos não teve nenhum caso neste dia em que apenas sete amostras foram analisadas.

Os restantes casos foram notificados em Ribeira Brava de São Nicolau (06), no Sal que teve dois casos e nos municípios de Santa Catarina, São Salvador do Mundo, Tarrafal, São Miguel, Santa Catarina do Fogo, em Ribeira Grande de Santo Antão, Paul, Porto Novo e Maio que tiveram um caso cada.

À semelhança da Praia, Ribeira Grande de Santiago, São Domingos, Santa Cruz, São Lourenço dos Órgãos, Brava e Tarrafal de São Nicolau não registaram novas infecções nesta terça-feira, dia da independência nacional, mas continuam com casos activos.

Segundo a mesma fonte, com a actualização do os dados hoje o país passa a contabilizar 859 casos activos 59838 casos recuperados, 407 óbitos, 45 óbitos por outras causas e 9 transferidos, perfazendo um total de 61.158 casos positivos acumulados.

O Ministério da Saúde aproveita para apelar apelamos às pessoas para que adiram à campanha de vacinação contra a covid-19 que está a decorrer em todo o país, estando disponível a segunda dose de reforço ou quarta dose, para que todos possam estar mais protegidos o mais rápido possível.

O governo reforça ainda que é recomendável o uso de máscaras faciais principalmente em qualquer espaço interior ou fechado, apesar de ser obrigatório apenas em estabelecimentos e infraestruturas de saúde públicas e privadas, centros de dia e lares de idosos públicos ou privados, estabelecimentos prisionais e transportes coletivos de passageiros terrestres, aéreos e marítimos.

A higienização das mãos para evitara propagação da covid-19 continua a ser igualmente importante, indica do Ministério de Saúde, conclui a fonte deste jornal.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project