ACTUALIDADE

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Covid-19: Doentes, estudantes e crianças em Cabo Verde isentos de pagar teste para viagens internacionais 04 Setembro 2020

Os doentes e respetivos acompanhantes, estudantes e crianças menores de 12 anos estão isentos do pagamento dos testes de virologia do novo coronavírus para viagens internacionais, anunciou hoje o Governo de Cabo Verde.

Covid-19: Doentes, estudantes e crianças em Cabo Verde isentos de pagar teste para viagens internacionais

O anúncio foi feito pelo ministro de Estado, Fernando Elísio Freire, em conferência de imprensa na cidade da Praia, para dar conta das decisões saídas do Conselho de Ministros, incluindo a de isentar grupos de viajantes ao exterior do pagamento dos testes de virologia (PCR) da covid-19.

São eles os doentes evacuados pelo Serviço Nacional de Saúde e respetivos técnicos de saúde acompanhados, os estudantes que tenham de prosseguir os estudos em instituições de ensino superior no estrangeiro e as crianças menores de 12 anos.

E a todos aqueles que têm de viajar devido ao trabalho, a entidade empregadora pagará o seu teste, disse ainda Fernando Elicio Freire, considerando se trata de uma “medida mais justa e mais adequada” para a situação que o país está a viver neste momento.

Cabo Verde está encerrado desde 19 de março a voos internacionais, sem prazo para retoma, estando apenas a realizar voos de repatriamento e voos essenciais, através de um corredor aéreo aberto com Portugal desde 01 de agosto, tendo como condição ter testes de virologia negativo à covid-19 nos dois sentidos feitos com antecedência mínima de 72 horas.

O porta-voz do Conselho de Ministros salientou que, assim que os voos comerciais internacionais forem permitidos, o preço do teste de virologia será definido pela Entidade Reguladora e Independente da Saúde (ERIS).

“Não consideramos razoável que quem vai viajar por motivos outros, que não de trabalho ou essencial, seja o Estado a arcar com o seu teste de PCR. Não é razoável e não é justo”, afirmou o ministro.

A nível nacional, os viajantes a partir das ilhas de Santiago, Sal, São Nicolau e Fogo, os principais focos da doença, são obrigados a apresentação de testes rápidos negativos à covid-19 feitos com uma antecedência mínima de 72 horas.

Cabo Verde contava até 03 de setembro com um acumulado de 4.125 casos de covid-19, com 41 mortos.

A pandemia de covid-19 já provocou pelo menos 869.718 mortos e infetou mais de 26,3 milhões de pessoas em 196 países e territórios, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro, em Wuhan, uma cidade do centro da China. A Semana com Lusa

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade





  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    publicidade

    Newsletter

    Abonnement

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project