BREVES NOTÍCIAS

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Covid-19: Estudantes cabo-verdianos da China impossibilitados de regressarem ao país de estudos 28 Dezembro 2020

A embaixada de Cabo Verde na China informou esta segunda-feira, 28, aos estudantes cabo-verdianos, que com o reaparecimento de novos casos de transmissão local na República Popular da China “não há possibilidade (por tempo indeterminado)” de regressarem ao país de estudos.

Covid-19: Estudantes cabo-verdianos da China impossibilitados de regressarem ao país de estudos

“Em plena quadra natalícia e com a viragem do Ano a acontecer dentro de dias, muitos de entre vós, estudantes que se encontram em Cabo Verde ou países terceiros, alimentavam a esperança de que, no início de 2021, seriam autorizados a regressar à República Popular da China, mas, infelizmente, o reaparecimento de novos casos de transmissão local na China aponta em sentido contrário”, segundo um comunicado divulgado pela embaixadora de Cabo Verde na China, Tania Romualdo, na sua página oficial de facebook.

Ainda conforme a embaixadora, na semana passada, Hong Kong entrou novamente em confinamento, há quatro dias o mesmo aconteceu na cidade Dalian e no dia 27 de Dezembro o Governo Municipal de Pequim declarou Estado de Emergência. Devido a este novo cenário, lamentam informar que não prevêem, a curto/médio prazo, alteração do atual status quo (em português: estado actual das coisas), ou seja, vai-se manter (por tempo indeterminado) a impossibilidade de regressarem à China, segundo a Inforpress.

Aos estudantes que se encontram na China, Tania Romualdo fez saber que as autoridades centrais, provinciais, municipais e também as universidades estão, em todo o território da China, de modo a “reforçarem” as medidas de controlo e prevenção. Recomendou, ainda, aos estudantes que estão a entrar de férias (que se prolongarão até a celebração do Ano Novo (Lunar) chinês que acontecerá a 11 de Fevereiro de 2021), a não viajarem sob pena de serem impossibilitados de regressar, à semelhança do que aconteceu em Fevereiro deste ano com os estudantes que então se ausentaram ou já se encontravam fora do país, escreve a nossa fonte.

A diplomata aconselhou os académicos, igualmente, a respeitarem e a seguirem “escrupulosamente” todas as decisões e orientações impostas pelas autoridades centrais, provinciais e municipais da China, assim como, pelos Departamentos de Estudantes Estrangeiros das suas Universidades. “Aos que precisam deslocar-se à Embaixada de Cabo Verde em Pequim, solicitou-os a avisarem previamente para que possam obter a necessária autorização de acesso ao condomínio onde suas instalações se encontram, evitando assim deslocações “infrutíferas”, conclui a Inforpress.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project