ACTUALIDADE

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Covid-19: Governo determina apresentação do certificado com terceira dose para viagens inter-ilhas a partir de 01 de Julho 11 Junho 2022

O Governo, na reunião do Conselho de Ministros, aprovou a resolução que determina a apresentação de certificado da covid-19 válido com a terceira dose para efeito de viagens inter-ilhas, a entrar em vigor a partir de 01 de Julho.

Covid-19: Governo determina apresentação do certificado com terceira dose para viagens inter-ilhas a partir de 01 de Julho

O anúncio foi feito esta sexta-feira em conferência de imprensa, pela ministra da Presidência do Conselho de Ministros e dos Assuntos Parlamentares, Filomena Gonçalves, justificando que esta medida tem por base a análise efectuada pela Direcção Nacional da Saúde quanto à evolução da situação epidemiológica do país nas duas últimas semanas.

“Se atesta um aumento progressivo do número de casos activos da covid-19 em Cabo Verde, atendendo que a nível nacional registaram nos últimos dias um aumento do Índice de Transmissibilidade (RT) na ordem de 1,52 por cento (%) e com a taxa de incidência acumulada a aumentar de 19 para 68% por 100 mil habitantes, acima do limiar dos 25%”, precisou a governante citado pela Inforpress.

Por isso, segundo Filomena Gonçalves, este quadro requer o reforço de medidas de segurança e protecção sanitárias, que passa, conforme sublinhou, pela tomada da terceira dose, PCR negativo nas 72 horas antes da viagem ou ainda o antigénico realizado nas 48 horas anteriores à hora do embarque, para efeitos de viagens inter-ilhas.

“Essas exigências não são devidas às crianças com idade até os 12 anos”, acrescentou a porta-voz da reunião governamental.

Para efeito de viagens internacionais para entrar em Cabo Verde, a ministra informou que se mantém a obrigatoriedade da apresentação do certificado de covid-19 que atesta toma de terceira dose, certificado válido de recuperação, teste PCR negativo realizado nas 72 horas anteriores ou o antigénico realizado nas 48 horas antes da hora do embarque.

“Para as viagens internacionais com partida de Cabo Verde, a aceitação dos certificados depende dos acordos estabelecidos com os países de destinos e aos passageiros em escala ou transferência, desde que não transponham as fronteiras, estão dispensados de apresentação dos certificados da covid-19 ou outros comprovativos”, acrescentou.

Entretanto, a situação da pandemia de convid-19 continua a piorar em Cabo Verde com o Ministério da Saúde a anunciar, esta sexta-feira, 108 novos casos, sendo 59 dos quais na Praia, nas últimas 24 horas, num total de 543 amostras. Como isso, o País passa a contabilizar 56.936 casos de infeções acumuladas (ver esta edição do jornal).

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    publicidade

    Newsletter

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project