ACTUALIDADE

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Covid-19: Governo prorroga estado de calamidade e determina encerramento de estabelecimentos de consumo de bebidas alcoólicas 07 Agosto 2020

O Governo anunciou hoje a prorrogação do estado de emergência no país, determinando ainda um conjunto de medidas, nas quais se destaca o encerramento de estabelecimentos de consumo de bebidas alcoólicas temporalmente.

Covid-19: Governo prorroga estado de calamidade e determina encerramento de estabelecimentos de consumo de bebidas alcoólicas

O ministro da Administração Interna, Paulo Rocha, numa comunicação feita ao país, explicou que o Governo, por decisão do Conselho de Ministros, decidiu pela prorrogação da situação de calamidade, designadamente em Santiago e ilha do Sal, mantendo encerradas algumas instalações e proibindo actividades, designadamente recreativas, de diversão e desportivas.

Sem prejuízo disso, prosseguiu, o Conselho de Ministros decidiu outras medidas com delimitação temporal e geográfica nas ilhas de Santiago e Sal, e que vigoram por um período de 21 dias.

Conforme informou, o funcionamento de estabelecimentos de consumo de bebidas alcoólicas ficam encerrados temporariamente, explicando que findo este período de encerramento, estes estabelecimentos deverão apresentar, para o seu normal funcionamento, uma declaração de conformidade sanitária, emitida pelas autoridades de fiscalização.

Os restaurantes, locais de vendas e consumo de refeições rápidas, roulottes e similares, estão obrigados a suspender o atendimento público a partir das 21h30 e a encerrar todas as actividades às 22hr.

“Os estabelecimentos de comércio, supermercados, mercados e mercearias passam a encerrar às 19h, com excepção das padarias e farmácias”, referiu.

Afirmou que ficam proibidas as festas e convívios, ainda que em residências particulares, e a actividade balnear na ilha do Sal fica encerrada nos termos a definir pelo Instituto Marítimo Portuário.

“Há uma intensa acção de fiscalização que decorre e os estabelecimentos e instituições de serviços, que na sequência das acções de fiscalização forem encerrados, apenas poderão reabrir, quando munidos com declaração de conformidade emitida pelas autoridades de fiscalização”, sublinhou.

Os estabelecimentos de comércio geral, restauração e serviços, de um modo geral, todos os serviços de atendimento ao público, para laborarem também deverão apresentar esta declaração.

O ministro da Administração Interna comunicou ainda a alteração da resolução aprovada sobre a utilização de máscaras, prevendo a partir de agora que o uso das máscaras faciais passa a ser obrigatório para todas as pessoas que circulem ou permaneçam em espaços e locais públicos, abertos ou fechados, incluindo a via pública.

“Isso, independentemente do tipo de actividade que estejam a realizar e determinada sanções efectivas quanto ao incumprimento”, sustentou.

A nível dos transportes públicos, prevê-se coima e apreensão de veículos e procedimentos obrigatórios de descontaminação do veículo.

Cabo Verde tem neste momento 709 casos ativos da doença, para além do registo de mais 11 casos suspeitos, havendo 571 pessoas em quarentena em todo o arquipélago.

Em África, há 22.066 mortos confirmados em mais de um milhão de infetados em 55 países, segundo as estatísticas mais recentes sobre a pandemia naquele continente.

A pandemia de covid-19 já provocou mais de 715 mil mortos e infetou mais de 19,1 milhões de pessoas em 196 países e territórios, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro, em Wuhan, uma cidade do centro da China. A Semana com Inforpress

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade





  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    publicidade

    Newsletter

    Abonnement

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project