ACTUALIDADE

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Covid -19: Internados no Estádio Nacional questionam atraso na entrega de resultados de testes e funcionamento da instalação 21 Junho 2020

Alguns dos doentes de Covid -19 isolados no centro de estágio do Estádio Nacional, na Praia, procuraram o Asemanaonline para denunciar uma série de problemas que enfrentam, com destaque para o atraso na entrega dos resultados de testes, falta de ventilação de quartos e corte de energia e água durante todo o período de manhã de sábado,20. Ouvido na final da tarde do mesmo dia, o responsável da instalação, enfermeiro Anísio Fortes, garantiu que os questionamentos dos pacientes já se encontravam, na sua maioria, resolvidos.

Covid -19: Internados no Estádio Nacional questionam atraso na entrega de resultados de testes e funcionamento da instalação

Segundo a nossa fonte, um dos casos que estava a irritar os isolados tinha a ver com o atraso, alguns com mais de um mês, na entrega dos resultados dos testes de PCR realizados, com os quais se pode dar ou não a alta médica.

Mas entre sexta-feira e sábado o ambiente era de revolta, a ponto de um grupo de homens ter ameaçado recorrer a outras formas mais radicais de luta para reivindicar os seus problemas, caso até esta segunda-feira,22, não receber do Ministério da Saúde e da Segurança Social (MSSS) os resultados dos testes.

O pessoal internado reclamou também que ficou, durante o período de manhã de sábado (até 12H00) sem água e electricidade, não tendo recebido qualquer informação por parte das autoridades. Alguns criticaram ainda a falta de ventilação nos quartos e o fato de o MSSS estar a exigir que os doentes limpem o quarto de banho. «Pensamos que o quarto de banho deve ser limpado por pessoal do MSSS que tem equipamento apropriado contra a infeção. Como doentes, temos medo de apanhar vírus ao limparmos o quarto banho onde entram muitos infetados. Já em relação ao quarto de estar, não há problema, porque funciona o distanciamento social entre os ocupantes que usam sempre máscaras», comentou a nossa fonte.

Reagindo às críticas, o responsável do MSSS no local explicou que o corte de água e electricidade registado se deveu a um trabalho da manutenção feito pela Electra num dos cabos de distribuição que coneta com São Domingos, mas que quatro horas depois (à volta de 12H00) a normalidade estava já resposta nas instalações.
Quanto aos testes, Anísio Fortes revela que fazem colheita no local e mandam para o laboratório, que normalmente realizam os exames conforme as demandas. Disse que ultimamente houve alguma demora na entrega dos resultados por causa do aumento de casos com a realização de testes rápidos. Mas no momento em que foi entrevistado, Fortes asseverou que só faltavam respostas para seis amostras, tendo 33 doentes abandonado o local depois de receberam os resultados dos testes. Disse que ficaram 147 pessoas internadas, estando prevista a entrada de outras pessoas.

O representante do MSSS esclareceu, por outro lado, que há uma equipa de técnicos que limpa e desinfeta diariamente toda a instalação com materiais apropriados. Que se exige às pessoas a limparem o quarto de banho depois de o usarem, explicando que o bloco é amplo, contando cada um com dois espaços para homens, dois para mulheres e mais dois para deficientes.

No tocante à ventilação dos quartos, Anísio Fortes avança que por recomendação médica não é permitida a instalação de ventiladores no local, porque o ar frio produzido naquelas condições é desfavorável para os doentes com Covid -19, principalmente se são sintomáticos. Informou que agora os internados podem sair e tomar fresco no Estádio Nacional e manter a porta aberta dos quartos durante o dia.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade





  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    publicidade

    Newsletter

    Abonnement

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project