NOS KU NOS

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Covid-19: Mais de 60 detidos na última noite em Cabo Verde em festas e convívios 29 Agosto 2020

Mais de 60 pessoas foram detidas pelas autoridades cabo-verdianas enquanto participavam, na última noite, na Praia, em festas e convívio que se encontram proibidos devido à covid-19, divulgou hoje a Inspeção Geral das Atividades Económicas (IGAE).

Covid-19: Mais de 60 detidos na última noite em Cabo Verde em festas e convívios

Numa nota a que a Lusa teve acesso, a IGAE refere que entre a noite de sexta-feira e a madrugada de hoje, as equipas de fiscalização, em conjunto com a Polícia Nacional e a Guarda Municipal, procederam à detenção de 56 pessoas “para identificação e notificação”.

Em causa, o consumo de bebidas alcoólicas na via pública, particularmente em festas e convívios em ruas pedonais, os quais se tornam em “foco de contaminação” da covid-19.

Acrescenta a nota que, no mesmo período, foram “amigavelmente desmanteladas duas festas”, também na capital, e detidas outras oito pessoas, por estarem na praia, outra prática condicionada neste período, depois da aplicação de medidas mais restritivas adotadas pelo Governo, face à forte propagação que a covid-19 continua a ter no arquipélago, e sobretudo na capital (ilha de Santiago).

Segundo ainda a Lusa, as novas medidas restritivas de funcionamento das atividades económicas para conter a propagação da doença, nas ilhas se Santiago e do Sal, entraram em vigor em 10 de agosto, após mais de dois meses de desconfinamento progressivo.

Uma das medidas mais polémicas e contestada publicamente é a proibição de festas e convívios, ainda que em residências particulares, ficando a atividade balnear na ilha do Sal encerrada, com exceção do período das 06:00 às 10:00.

Na resolução em causa, o Governo justifica as novas medidas com a situação epidemiológica do país – 3.778 casos positivos de covid-19 confirmados desde 19 de março e 39 óbitos -, que registou uma evolução com tendência estável, após um período de aumento gradual do número de contágios.

Mantêm-se encerradas as instalações e proibidas as atividades culturais, recreativas, desportivas, de lazer e diversão, em estabelecimentos ou espaços de diversão, nomeadamente discotecas e salões de dança ou locais onde se realizem festas.

Lembra a mesma fonte que, desde 10 de agosto, todos os estabelecimentos de consumo de bebidas alcoólicas, nomeadamente bares, são encerrados nas ilhas mais afetadas pela doença (Sal e Santiago) e para reabrir vão ter de apresentar uma declaração de conformidade sanitária, emitida pelas autoridades de fiscalização.

Já os estabelecimentos comerciais, com exceção de farmácias e padarias, deverão suspender o atendimento ao público às 18:30, com o encerramento de todas as atividades às 19:00.

A pandemia de covid-19 já provocou pelo menos 838 mil mortos e infetou quase 24,8 milhões de pessoas em 196 países e territórios, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade





  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    publicidade

    Newsletter

    Abonnement

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project