ACTUALIDADE

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Covid-19: Mais uma morte na Praia e 44 novos infetados em Cabo Verde 28 Setembro 2021

Cabo Verde registou mais uma morte de uma mulher de 69 anos por covid-19, na cidade da Praia, aumentando para 336 o acumulado de óbitos associados à doença. O país somou ainda mais 44 pessoas infetadas pelo novo coronavírus nas últimas 24 horas, sendo 15 das quais na Ribeira Grande de Santo Antão, informou hoje o Ministério da Saúde.

Covid-19: Mais uma morte  na Praia e 44 novos infetados em Cabo Verde

Com 658 amostras analisadas desde domingo, o ministério cabo-verdiano avançou que há mais 44 casos novos positivos de infeção, dando uma taxa de positividade de 6,7%.

Segundo a Lusa que citada dados oficiais, os novos casos foram diagnosticados na Praia (nove) Santa Catarina (quatro), São Salvador do Mundo (três), São Miguel (cinco), São Lourenço dos Órgãos (dois), todos em Santiago, Santa Catarina do Fogo (um), Ribeira Grande de Santo Antão (15), São Vicente (dois) e Tarrafal de São Nicolau (três).

Nas últimas 24 horas, uma mulher de 69 anos morreu por complicações da covid-19, na cidade da Praia, aumentando para 336 o acumulado de óbitos associados à doença no país.

Por outro lado, mais 70 pessoas tiveram alta, elevando para 36.490 os casos considerados recuperados da infeção.

No total, Cabo Verde já registou 37.472 casos positivos acumulados desde o início da pandemia, dos quais há ainda a contabilizar 622 casos ativos.

Conforme a mesma fonte, na habituação conferência de imprensa semanal para fazer o ponto de situação da pandemia no país, o diretor nacional da Saúde, Jorge Noel Barreto, informou que nas últimas 24 horas foram notificados 13 casos suspeitos e há 18 doentes internados, três em situação mais delicada e que não estão vacinados.

A mulher na cidade da Praia elevou para cinco as mortes provocadas pela doença esta semana no país e, segundo Jorge Barreto, nenhuma das pessoas estava vacinada contra a covid-19.

Daí apelar para a importância da vacinação, sobretudo para as pessoas com maior idade e as com doenças crónicas.

No balanço dos últimos 14 dias, o diretor nacional de Saúde disse que há uma ligeira diminuição do número de casos novos e da taxa de positividade, embora ainda acima de 4%, mas para alguma estabilização da situação epidemiológica no país.

A nível nacional, a taxa de incidência acumulada nos últimos 14 dias é de 149 casos por 100 mil habitantes, quando nos 14 dias anteriores era de 239 casos por 100 mil habitantes.

"Há aqui mais um indício de que, provavelmente, podemos estar numa situação de estabilização em termos de evolução epidemiológica", considerou o profissional de saúde citado pela Lusa, dando conta que a nível nacional o Rt é de 0,71%.

"O que vem nos indicar que há uma desaceleração na propagação do vírus ou até da evolução da situação epidemiológica", reforçou a mesma fonte, insistindo, mesmo assim, na necessidade de todos continuarem a adotar as medidas de prevenção.

A covid-19 provocou pelo menos 4.744.890 mortes em todo o mundo, entre 231,74 milhões infeções pelo novo coronavírus registadas desde o início da pandemia, segundo o mais recente balanço da agência France-Presse.

A doença respiratória é provocada pelo coronavírus SARS-CoV-2, detetado no final de 2019 em Wuhan, cidade do centro da China, e atualmente com variantes identificadas em vários países.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    publicidade

    Newsletter

    Abonnement

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project