POLÍTICA

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Covid-19: Primeiro-ministro avisa que novas medidas “devem ser levadas a sério” e anuncia reforço da fiscalização 28 Dezembro 2021

O primeiro-ministro advertiu hoje que as novas medidas constantes no decreto do estado de contingência “são para serem levadas a sério” e anunciou o reforço da fiscalização “para se agir lá onde for preciso”.

Covid-19: Primeiro-ministro avisa que novas medidas “devem ser levadas a sério” e anuncia reforço da fiscalização

“Isto é para levar a sério e para ser aplicada de uma forma séria”, disse o chefedo Governo na sua comunicação ao País, em que anunciou o decreto do estado de contingência em todo o território nacional, momento em que deu a conhecer algumas medidas como a obrigatoriedade de utilização de máscara na via pública e proibição de festas nas ruas, entre outras.

Ulisses Correia e Silva ressaltou ainda que as novas medidas vão exigir o reforço da fiscalização, pelo que o Governo está, particularmente, identificando os organizadores e promotores de grandes eventos, já para trabalhar de uma forma concertada, “não no sentido de negociar as medidas, mas no sentido de garantir a sua aplicação”.

“Vamos estar presentes em termos de órgão e entidades de aplicação para assegurar que as medidas estão a ser aplicadas, que a entrada e permanência de pessoas em festas autorizadas sejam, de facto, exigidas os testes e certificado de vacinação e vamos ter de aplicar as medidas que forem necessárias aplicar em caso de incumprimento”, completou.

Ainda nas suas declarações, Ulisses Correia e Silva anunciou que a partir de segunda-feira, 02 de Janeiro de 2022, restaurantes e bares apenas podem funcionar até às 23:59.

Quanto aos lounges bar, estes podem funcionar até às 23:59 nos dias úteis e 02:00 em sábados e vésperas de feriado, enquanto as discotecas continuarão abertas, mas apenas até às 03:00, o mesmo limite para os espectáculos.

Em todos estes espaços, é obrigatória a apresentação dos certificados e testes covid-19.

Cabo Verde registou na segunda-feira 101 casos positivos de covid-19 e 15 recuperados da doença, passando a contar com um total de 37.173 infecções notificadas.

A taxa de incidência acumulada de covid-19 disparou para 110 por 100 mil habitantes nos últimos 14 dias, quando no período anterior era de 24 por 100 mil habitantes, conforme dados avançados pelo director nacional de Saúde, Jorge Noel Barreto.

A covid-19 provocou mais de 5,40 milhões de mortes em todo o mundo desde o início da pandemia, segundo o mais recente balanço da agência France-Presse.

A doença respiratória é provocada pelo coronavírus SARS-CoV-2, detectado no final de 2019 em Wuhan, cidade do centro da China, e actualmente com variantes identificadas em vários países.

Uma nova variante, a Ómicron, classificada como preocupante pela Organização Mundial da Saúde (OMS), foi detectada na África Austral, mas desde que as autoridades sanitárias sul-africanas deram o alerta, a 24 de Novembro, foram notificadas infecções em pelo menos 89 países de todos os continentes.

A Semana com Inforpress

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    publicidade

    Newsletter

    Abonnement

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project