LUSOFONIA

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Covid-19 em Portugal: 1 positivo obrigou a transferir imigrantes de ’hostel’ de Lisboa para base militar — 80% estão contagiados, risco igual a idosos em lares 25 Abril 2020

De 1 para 138. 80 por cento das 171 pessoas alojadas num ’hostel’ de Lisboa — no âmbito do programa do ACNUR, Alto-Comissariado da ONU para os Refugiados — tiveram um teste positivo ao coronavírus. A informação é oficial, após o ministro da Defesa hoje (5ªfª, 23) visitar a base militar e garantir que "estão em segurança, em isolamento profilático" após terem sido transferidos no domingo. Em causa as más condições do hostel no centro de Lisboa, onde até oito pessoas partilhavam um único quarto.

Covid-19 em Portugal: 1 positivo obrigou a transferir imigrantes de ’hostel’ de Lisboa para base militar — 80% estão contagiados, risco igual a idosos em lares

As cento e setenta e uma pessoas, imigrantes de 29 nacionalidades retirados de uma unidade hoteleira em Lisboa, estão alojadas "em segurança" na Base Aérea da Ota, Alenquer.

Em declarações ao Público, o ministro da Defesa, João Gomes Cravinho, explicou que a decisão foi tomada por acordo com o coordenador das ações de combate à doença do coronavírus na área da Grande Lisboa e Vale do Tejo.

A situação no hostel do centro de Lisboa, sito na rua Morais Soares, já está a ser objeto de contenda política. O PSD alarmado com "a grave situação de saúde pública", e quer ouvir o ministro da Administração Interna, Eduardo Cabrita, sobre as condições em que vivem os refugiados alojados em hostels e pensões.

O pedido dos sociais-democratas para a audição do ministro da Administração Interna refere ainda que "as informações contraditórias", dadas pelas várias entidades envolvidas, revelam que "as autoridades responsáveis não sabem ao certo quantos hostels e pensões estão a ser usados para alojamento temporário de imigrantes e refugiados, e em que condições vivem essas pessoas".

Fugitivos: 19 recuperados, 1 achado em Inglaterra, 5 continuam em paradeiro desconhecido

Há uma semana, o SEF anunciou que tinha recuperado 19 imigrantes que tinham sumido do mesmo hostel, na rua Morais Soares. Foram detidos pelo SEF em vários pontos do país, segundo o semanário Sol.

Entretanto seis continuavam em paradeiro desconhecido. Ontem à tarde (4ªfª, 22) um deles foi localizado ao final da tarde desta quarta-feira em Inglaterra. Os demais cinco — um dos quais se suspeita estar em Inglaterra — continuam a ser procurados pelo SEF, com o auxílio do CPR-Conselho Português para os Refugiados.

O SEF anunciou hoje que o imigrante encontrado em Inglaterra vai ser reenviado para Portugal, onde o CPR decidirá o que fazer.

1 ferido em desacato na ala dos ’positivos’

Segundo noticiou ontem (4ª fª, 22) a agência Lusa, um dos refugiados teve de ser levado ao hospital, em Lisboa, após uma briga, na terça-feira à noite, entre alguns do grupo que está "a fazer quarentena devido à covid-19".

Segundo o DN, foi um elemento desse grupo isolado num dos edifícios da base militar a ligar para o serviço nacional de emergência, o 112. O socorro médico chegou escoltado pelas forças da ordem local, a GNR.

Fontes: Referidas/TVI/. Foto: O ’hostel’ de Lisboa onde estavam 171 refugiados, 138 dos quais infetados. A unidade hoteleira situa-se na rua Morais Soares, em Arroios, freguesia presidida pela socialista Margarida Martins. LS

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade





  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    publicidade

    Newsletter

    Abonnement

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project