INTERNACIONAL

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Covid-19 no Gana: Nada normal — morgues cheias à espera, enterros online 03 Maio 2020

"A semana passada assisti a um funeral em jeans e t-shirt", depõe uma nacional do Gana à BBC sobre as exéquias online. Embora o país anglófono rodeado de vizinhos francófonos tenha uma taxa baixa de casos Covid e óbitos por coronavírus — 2.074 casos e 17 óbitos hoje (sábado, 2) — o estado de emergência está como em todo o mundo a pôr em suspenso as vidas, mas de uma forma ’sui generis’ ganesa na hora da morte.

Covid-19 no Gana: Nada normal — morgues cheias à espera, enterros online

O normal que são os gestos de cordialidade habituais do dia a dia muda para todos. Os apertos de mão e outras formas de saudação de proximidade desapareceram da convivência social em todo o mundo — no Gana como em Cabo Verde, como na Itália ou Coreia do Sul.

Mas o normal nas exéquias tem diferenças significativas entre países. No Gana os funerais são mesmo diferentes, a começar pelo elaborado design dos caixões — o último fato à medida (foto).

As cerimónias habituais têm participação proporcional ao prestígio social da pessoa defunta, pelo que a imposição de um máximo de 25 participantes é algo impensável para os que podem pagar um enterro dispendioso.

As morgues estão por isso cheias à espera da bonança, para o enterro condigno, com o máximo de participantes desejável, no esquife que retrate a vivência e preferências do que terminou a sua jornada.

Fontes: Referidas. Foto (AFP): À pergunta sobre o que é, põem-se hipóteses. 1. Um brinquedo? 2. Uma peça de museu? 3. Um artefacto para desfile de Carnaval? A resposta certa é para 1., 2., ou 3. : um caixão com design à medida da vivência e preferências de quem terminou a sua jornada. LS

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade





  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project