MUNDO INSÓLITO

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Covid-19: 144.410 casos e 2.600 óbitos nos EUA, inclui adolescente a quem clínica negou assistência médica 31 Mar�o 2020

O rapaz de 17 anos residente no condado de Lancaster em Los Angeles morreu por falta de assistência médica, denunciou no sábado, 28, o Edil local que participa da indignação dos seus munícipes.

Covid-19:  144.410 casos e 2.600 óbitos nos EUA, inclui adolescente a quem clínica negou assistência médica

O presidente do município, R. Rex Parris, disse ao Daily Mail que o adolescente, sem qualquer problema de saúde até então, "morreu porque não tinha seguro de saúde".

"Chegou a uma clínica onde lhe disseram que devia ir para outro hospital". Com isso "perdeu muito tempo" e a meio caminho "teve uma paragem cardíaca", afirmou Parris.

Foi atendido no hospital da foto, onde morreu ao fim de seis horas.

O pai é um condutor Uber, que após a morte do filho e a confirmação, póstuma, de infeção por coronavírus, teve também um teste positivo.

Uma colega de escola, Hailey, bem como o pai dela (foto) tiveram testes positivos. A mãe dela, Melissa Derose (de costas na 2ª foto), expressou a sua indignação porque "o Instituto de Saúde Pública de Los Angeles nunca alertou a comunidade escolar", após se ter confirmado que o adolescente morreu do vírus.


Epidemiologista Anthony S. Fauci

"O vírus é que determina o seu timing. Podemos tentar atuar sobre ele combatendo o vírus", afirmou Fauci lamentando o "muito tempo perdido a negar a seriedade da situação".

O diretor do NIAID-Instituto Nacional das Alergias e Doenças Infecciosas não escondeu, em entrevista na CNN, no domingo, 29, que o país "corre o risco de vir a ter dentro de semanas entre 100 mil e 200 mil óbitos". Um número que, admitiu, "pode ser um alvo em movimento".

Mas ele também mostrou que a situação pode ser contornada com um plano simples: "Ação rápida nas áreas como Nova Iorque onde as taxas de infecção já são elevadas. Nas outras, incluindo as que têm muito poucos casos, fazer testagem, identificação, isolamento e quarentena radical para as pessoas infectadas".

O epidemiologista admitiu ainda que muito mais podia já ter sido feito : testes, equipamento de proteção e outros indispensáveis nas estruturas de Saúde.

Fontes referidas/Google-MSN. Fotos: Pai e filha contagiados. A mãe assiste à filha a ser medicada em casa.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade





  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project