INTERNACIONAL

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Covid EUA-China: Biden manda investigar "tese do vírus de laboratório" 28 Maio 2021

O presidente Xi Jinping reagiu "irado" no mesmo dia em que o homólogo Joe Biden deu a ordem, esta semana, para os ’serviços de segurança’ voltarem a investigar as origens do coronavírus de 2019 num prazo de três meses. O presidente dos Estados Unidos, sem regressar à pista do "vírus chinês" da era Trump, no entanto justifica a investigação pelo facto de haver "dois cenários possíveis, sem uma conclusão em definitivo".

Covid EUA-China: Biden manda investigar

A pista da origem acidental da pandemia de Covid-19 está a ser levada a sério pela administração Biden, mesmo depois da conclusão, há pouco mais de três meses, por um grupo de peritos internacionais de que a Covid-19 "não veio dum laboratório" (link abaixo).

Biden ao dar a ordem executiva justificou-a com as posições divergentes entre agências de informação: duas defendem que o vírus de 2019 tem origem num laboratório e outra diz que não. Perante isso, o ocupante da Casa Branca entende que tem de ser esclarecido tudo sobre o vírus, incluindo a pista da origem acidental no laboratório de Wuhan.

Frentes de oriente e ocidente

Esta semana tal como há um ano, a China reagiu indignada à frente ocidental que a acusa de opacidade sobre a origem do vírus de Wuhan: Covid-19: China indigna-se com ’ataques’ de jornal alemão que acusa Xi de "pôr o mundo em perigo" ao ocultar verdade de Wuhan.

— 

Fontes: Washington Post/NY Times/DW.de//. Relacionado: Covid-19: China indigna-se com ’ataques’ de jornal alemão que acusa Xi de "pôr o mundo em perigo ao ocultar verdade de Wuhan", 21.abr.020; Covid-19 "não veio dum laboratório": Peritos OMS, 1 mês em Wuhan "com muita informação e poucas certezas sobre o caminho tortuoso" do vírus, 11.fev.021.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    publicidade

    Newsletter

    Abonnement

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project