LUSOFONIA

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Covid em Portugal: Clientes de restaurante fugiram por túnel e socorridos por bombeiros acabaram autuados 29 Janeiro 2021

Os casos insólitos parece que estão a aumentar devido a restrições impostas pelo surto de Covid. Senão vejamos: uma ida a um restaurante tornou-se caso de polícia, meteu bombeiros e GNR e acabou com a polícia a passar multas aos fugitivos resgatados.

Covid em Portugal: Clientes de restaurante fugiram por túnel e socorridos por bombeiros acabaram autuados

Vários clientes de um restaurante em Camarate, na região metropolitana de Lisboa, tiveram de ser resgatados de um túnel de águas pluviais quando tentavam escapar a uma fiscalização da PSP-Polícia de Segurança Pública, mas acabaram bastante molhados e, por fim, autuados.

A PSP de Loures estava na tarde de quarta-feira, em Camarate, a efetuar uma ação de fiscalização a um estabelecimento que se encontrava a funcionar indevidamente como restaurante.

O espaço estava fechado, mas os polícias aperceberam-se da permanência de várias pessoas no interior. Apesar das várias tentativas de contacto com o proprietário do estabelecimento, bem como, dos clientes que aí se encontravam, a polícia não conseguiu chegar à fala com ninguém: as portas mantinham-se fechadas.

"De repente, os clientes começaram a fugir pelas traseiras do estabelecimento, em direção a um túnel de escoamento de água", relata a PSP. O túnel tinha uma extensão considerável, que impossibilitou ver a sua extensão para além dos 10 metros, tanto pela inexistência de luz, como pelo percurso sinuoso do túnel.

A PSP calculou que o objetivo dos fugitivos seria atingir a saída do túnel, a cerca de 50 metros de distância, junto a um ribeiro que desagua no rio Trancão. Por isso ficaram a guardar a saída. mas mesmo chamando nenhum respondia. Entretanto entrava no túnel uma forte corrente de água, que podia pôr em risco os infratores. Por isso foram acionados os Bombeiros Voluntários de Camarate que os resgataram — só estavam muito molhados nessa fuga pelo túnel na tarde de chuva intensa.

Tanto o o estabelecimento como os clientes foram identificados e autuados pela PSP. Mandados seguir de imediato para as suas residências, os clientes fugitivos estão obrigados a cumprir o dever geral de recolhimento domiciliário, o décimo que nestes últimos dez meses vigora em Portugal.

Fontes: DN. Fotos da PSP.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    publicidade

    Newsletter

    Abonnement

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project