RADAR

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Cowboy de volta na Cidade Velha –I 14 Agosto 2019

É isso mesmo. Não é no conhecido Velho Oeste dos Estados Unidos. O Cowboy está de volta na cidade Velha de Cabo Verde. É que depois de ter ameaçado com pistola em plena campanha eleitoral um condutor do Ministério da Agricultara, o Edil da Ribeira Grande de Santiago volta à ribalta, protagonizando mais uma «coboiada»: dá a voz de prisão fora de flagrante delito (nesta circunstancia não pode fazer isso) ao vice-presidente da JPAI. O Chefe da Esquadra da PN de Achada Santo António cai na armadilha, por obedecer a uma alegada ordem estranha do autarca (sem autorização do Tribunal), mandado colocar na cela da PN o jovem dirigente. Não deixa de ser grave este fato do ponto de vista da liberdade e democracia. Felizmente a justiça funcionou de forma independente e mandou libertar a vítima. Num Estado de Direito Democrático como Cabo Verde não se pode permitir essa «coboiada ditatorial», comandada pelo autarca ventoinha que devia apresentar uma queixa, mas que preferiu funcionar como se fosse um administrador no tempo colonial. Ao radar chegaram inquietações e protestos de vários quadrantes. Oxalá que o Tribunal venha a intervir para colocar no rigor da lei tanto o edil da Ribeira Grande como o chefe da Esquadra da PN referido!

Cowboy de volta na Cidade Velha –I

Cowboy de volta na Cidade Velha –II

O homem até contestou a justiça. Atletas que presenciaram a cena, descrevem ao Radar que a «coboida de Pina» estava quase a chegar ao clima do Texas-EUA. Bastava que ele usasse o traje típico concebido em meados do século XIX para cowboy: Botas altas de couro, calças largas em baixo, por vezes enfeitadas, camisa com colete por baixo e o famoso chapéu "borsalino", que na altura se chamava "cowhat". Assim, o cenário seria mais espectacular! Resta saber se o caso vai ser julgado!

INE e estudo para inglês ver

O INE brindou o país, esta semana, com um « estudo» sobre os órgãos da comunicação social. Detrás de tudo isto está o governo, através do ministro da propaganda. O estudo vale o que vale: parece mais um inquérito estatístico, sem se conhecer as amostras, do que uma sondagem na sua verdadeira dimensão, que segue critérios científicos rigorosos na recolha e no tratamento das informações. Sem pôr em causa os técnicos do INE, peca por este se associar ao Governo na sua realização, cuja estratégica é asfixiar os mass media de caris privado em Cabo Verde – os resultados destacam sobretudo os órgãos públicos, tentando realçar a insignificância da audiência da imprensa inscrita e online. Só que o duvidoso estudo não mediu a real audiência do telejornal/Informação da TCV (autentico tempo de antena do governo) – tudo indica que telespectadores vejam na TV pública sobretudo a telenovela, o futebol, o desenho animado… O ASemanaonline sabe, com as suas estatísticas internas diárias, o que vale no país e no estrangeiro. Aos seus leitores espera mais solidariedade, quer acessando-o diariamente, quer apoiando-o com dinheiro ou equipamentos – tem já um projecto para a sua modernização. E sabem que podem, com carinho, contar com este site para exprimirem, sem ofensa e injúria a ninguém, as suas inquietações! E sem barbitche! O resto é propaganda do governo em campanha autárquica financiada com recursos de todos os cabo-verdianos e conversa para fazer o boi dormir!

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade





  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    publicidade

    Newsletter

    Abonnement

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project