INTERNACIONAL

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Criança entre 7 vítimas mortais e dezenas envenenadas com carne de tartaruga 03 Dezembro 2021

A morte de sete pessoas, a mais nova com três anos de idade, na ilha tanzaniana de Pemba, está a ser atribuída a envenenamento por terem consumido carne de tartatura. Embora esteja mundialmente banido o consumo da carne dessa espécie protegida, muitas populações continuam a fazer da espécie uma fonte de alimento.

Criança entre 7 vítimas mortais e dezenas envenenadas com carne de tartaruga

A refeição com carne de tartaruga, prato habitual no menu da ilha, foi ingerida na quinta-feira por cinco agregados familiares.

No dia seguinte começaram os efeitos. A criança de três anos foi a primeira a falecer. Outra pessoa morreu na mesma sexta à noite, outra ainda no sábado e quatro no domingo. Das trinta e oito pessoas hospitalizadas, três permanecem internadas uma semana depois.

Segundo o correspondente tanzaniano da BBC, na edição de hoje, o governo de Zanzibar — região arquipelágica semi-autónoma que abrange a ilha de Pemba — decidiu apertar as medidas de vigilância desde que, no início desta semana, várias pessoas começaram a dar entrada nas unidades de saúde com sintomas de envenenamento.

Todas tinham comido carne de tartaruga. No caso, tartarugas que se presume terem por sua vez comido algas tóxicas. O seu consumo humano tem suscitado casos de intoxicação designada Quelonitoxismo.

Segundo a ONG Turtle Foundation/Fundação Tartaruga, existem quatro tipos de tartarugas marítimas devoradoras de algas que estão associadas a casos de Quelonitoxismo : a tartaruga com alas natatórias Eremochelys imbricata, a tartaruga verde Chelonia mydas, a tartaruga cabeçuda vermelho-acastanhada Caretta caretta gigas — afim da ’cabo-verdiana’ Caretta caretta—, a gigantesca tartaruga negra com carapaça coriácea (de couro) Dermochelys coriacea, além da espécie de água-doce Pelochelys bibroni, nativa da Nova-Guiné caraterizada pela carapaça mole.

19 em Madagáscar

Segundo a AFP-Agence France Presse, em março dezanove pessoas morreram em Madagáscar. Nove eram crianças, que com os idosos formam o grupo mais vulnerável ao Quelonitoxismo.

Segundo a ONG Turtle Foundation/Fundação Tartaruga, tem havido também casos reportados de intoxicação na Indonésia, Micronésia e nas ilhas indianas do Oceano Índico.

Fontes: BBC/Turtle Foundation.org./AFP.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project