NOS KU NOS

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Crime de homicídio entre grupos rivais em ASA -Praia : Prisão para o suspeito que matou a tiro o jovem Ailton Teixeira 26 Maio 2021

O Tribunal da Comarca da Praia acaba de decretar prisão preventiva a um jovem de 19 anos, suspeito de ter matado, no último domingo, em Achada de Santo António – Praia, com disparo de arma de fogo, um colega de 32 anos, conhecido por Ailton Teixeira (ver foto). Conflito entre grupos rivais terá estado, segundo testemunhas oculares, na origem desse crime que abalou os residentes da referida localidade.

Crime de homicídio entre grupos rivais em ASA -Praia : Prisão para o suspeito que matou a tiro o jovem Ailton Teixeira

Em comunicado, a Polícia Judiciária informa que, através da Secção de Investigação de Crimes Contra Pessoas (SICCP), deteve, esta terça-feira, 25, fora de flagrante delito, um indivíduo do sexo masculino, de 19 anos, residente em Achada Santo António (ASA), na cidade da Praia. Tudo por ser «suspeito da prática de um crime de homicídio, ocorrido no passado domingo, 23, envolvendo dois grupos rivais da mesma zona».

Segundo a PJ, a vítima, um jovem de 32 anos, era residente no mesmo local. O falecido era conhecido por Ailiton Teixeira (ver foto), segundo post de familiares publicado nas redes sociais. Deixou mulher e filhos menores.

Ainda na sequência do mesmo crime, a PJ revela que foi detido, em flagrante delito, um segundo indivíduo, de 27 anos, por ter sido encontrado na posse de uma arma de fogo, que terá sido retirado do local, adulterando assim o cenário de crime.
Os detidos foram presentes ao Tribunal da Comarca da Praia, que aplicou prisão preventiva ao suspeito de homicídio e apresentação periódica ao indivíduo encontrado na posse de arma de fogo.

Homem detido por impedir prestação de socorro

Entretanto, no sábado, 22, também a SICCP deteve, em flagrante delito, em Achada Grande Trás, Praia, um indivíduo do sexo masculino, de 20 anos, suspeito da prática de crime de impedimento a prestação de Socorro e de atentado ou resistência contra autoridade.

Presente às autoridades judiciárias competentes, o detido foi sujeito a medida de coacção: apresentação periódica junto das autoridades judiciais da Capital cabo-verdiana.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project