NOS KU NOS

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Crimes à mão armada na Praia: Polícia Nacional detém um taxista suspeito de estar envolvido no assalto ao mini-mercado chinês na Várzea 18 Outubro 2019

A Polícia Nacional informa que, na decorrência de um crime de assalto à mão armada perpetrado por três indivíduos a um mini-mercado pertencente a um cidadão chinês, na Várzea da Companhia na Praia, no dia 14 de outubro de 2019, conseguiu, com auxílio do Centro do Comando, perseguir e deter um dos suspeitos em fuga, na zona de Eugénio Lima.

Crimes à mão armada na Praia: Polícia Nacional detém um taxista suspeito de estar envolvido no assalto ao mini-mercado chinês na Várzea

«Trata-se de um jovem taxista que teria levado os dois indivíduos e os esperava numa esquina, a uns metros do local para imediatamente e após o assalto, porém-se em fuga, tendo sido, minutos depois alcançados. Contudo, conseguiu, ainda antes da sua detenção, fazer descer os comparsas», diz em comunicado a PN.

Segundo a mesma fonte, a viatura de serviço de taxi envolvida no assalto foi imediatamente apreendida e o suspeito foi apresentado ao Ministério Público, hoje,17, para o primeiro interrogatório e aplicação de medida de coação, tendo-lhe sido aplicado o Termo de Identidade e Residência (TIR). A Polícia Nacional exorta, no entanto, a população que denuncie situações e comportamentos de indivíduos suspeitos, ligando para a linha de emergência 132.

Onda de assaltos com violência

Desde a semana passada, regista-se uma onda de assaltos, com roubos de dinheiro e equipamentos, por todos os lados da Praia. Só na terra Branca aconteceu assalto à mão armada em dois mini-mercados - Cidade Velha e o que fica na edifício de Toy, próximo do Supermercado Calú Ângela, que já foi também, segundo residentes, alvo de dois assaltos com roubo de todo o dinheiro que estava na caixa. Além do caso da Várzea, aconteceu ainda assaltos num estabelecimento chinês junto da Livraria Diocesana na Achada Santo António e numa outra loja da mesma zona junto de Felicidades.

Mas um caso mais grave aconteceu no Sábado, por volta das 18 horas, no Miradouro que fica no Platô e dá acesso ao mercado da Sucupira. A vítima foi um antigo funcionário das Finanças: foi gravemente agredido na cara por gatunos e levado inconstante ao Hospital Agostinho Neto por bombeiros, que o encontraram no chão - só falou com a família na segunda-feira, ou seja, três dias depois. O assaltado continua hospitalizado e a receber cuidados médicos especiais no HAN sem receber visitas que não sejam da família.

Mas a onda da violência na Capital - não está a ser noticiada pela TCV, Rádio Nacional e Inforpress - não fica por aí. Tem surgindo denuncias, através de redes sociais com fotos e cidadãos, de outros casos de assaltos em várias zonas do Concelho da Praia.

Entretanto, o ASemanaonline vai continuar atento sobre essas ocorrências - podem nos informar através destes emails: asemana@sapo.cv; asemana@cvtelecom.cv

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade





Mediateca
Cap-vert

Uhau

Uhau

blogs

publicidade

Newsletter

Abonnement

Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project