NOS KU NOS

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Criminalidade em Santiago: Oito detidos por roubos com violência e tráfico de mais de duas toneladas de droga 13 Abril 2019

O fenómeno criminalidade continua a inquietar os cidadãos em Santiago. É que a Polícia Judiciária acaba de deter, na Praia e Ribeira Grande de Santiago, oito suspeitos de roubo com violência e tráfico de estupefacientes – foram encontrados na posse de mais de duas toneladas de cannabis (padjinha), resultantes do cultivo da referida espécie vegetal em campos de plantações que tiveram de ser destruídos.

Criminalidade em Santiago: Oito detidos por roubos com violência e tráfico de mais de duas toneladas de droga

Referindo-se ao caso da Capital, a Polícia Judiciária precisa que, através da Secção Central de Investigação de Tráfico de Estupefacientes (SCITE) – Brigada Interna –, deteve, entre esta quarta e sexta-feira, três indivíduos do sexo masculino, com idades compreendidas entre os 24 e 38 anos, um dos quais em flagrante delito e outros dois fora de flagrante. Todos são suspeitos da prática de crimes de Tráfico de Estupefacientes.

Segundo a mesma fonte, um dos visados, de 38 anos, foi detido na quarta-feira, 10, em cumprimento de um mandado de busca e apreensão, realizada na sua residência, em Ponta d’água, Praia. Como consequência, foram apreendidos 1.493,268 grs (mil quatrocentos e noventa e três vírgula duzentos e sessenta e oito gramas) de plantações de Cannnabis.

«Também em cumprimento de um mandado de busca e apreensão, outros dois indivíduos, de 24 e 25 anos, respetivamente, foram detidos, esta quinta-feira, 11, na localidade de Tronco, em Ribeira Grande de Santiago. Estes vinham sendo investigados, na sequência de um processo por crime de Tráfico de Estupefacientes, o qual resultou na apreensão e destruição, no passado dia 08 de fevereiro, de duas toneladas de plantação de Cannabis nas ribeiras de Tronco e Pico Leão», revela a PJ.
A Judiciária assegura, por outro lado, que os detidos foram presentes, esta quinta-feira, 11, às autoridades judiciárias competentes, para efeito do primeiro interrogatório de arguido detido e aplicação de medidas de coação, tendo todos ficado em liberdade provisória mediante TIR-Termo de Identidade e Residência.

Violência e roubos

Mas um outro caso recente da criminalidade registado na Praia tem a ver com roubos à mão-armada. A Polícia Judiciária informa que, através da Secção de Investigação de Crimes Patrimoniais – Brigada de Combate ao Banditismo – deteve, entre esta quinta e sexta-feira, fora de flagrante delito, três indivíduos do sexo masculino, com idades compreendidas entre os 20 e 27 anos, residentes em Achada Santo António, Praia. Todos são apontados como suspeitos da prática, em co-autoria, de um crime de roubo com violência contra pessoa.

«Ao que consta, um dos indivíduos teria arquitetado, juntamente com outros dois companheiros, um plano de assalto a uma mulher que lhe havia procurado para solicitar os seus serviços de reparação de telemóveis. O indivíduo em causa, em concertação com os companheiros e com recurso a uma arma branca, abordou a vítima, a quem teria atraído para a armadilha, retirando-lhe os pertences, entre os quais, uma bolsa contendo vários objetos pessoais e dois telemóveis», descreve.

Conforme a PJ, os detidos foram presentes, esta sexta-feira, 12, às autoridades judiciárias competentes, para efeito do primeiro interrogatório judicial de arguidos detidos e aplicação de medidas de coação pessoal – até ao fecho desta edição desconhecia-se o veredito do Tribunal. Ilustração: Campos de Plantações de cannabis destruídas recentemente em Santa Catarina de Santiago (Arquivo).

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade





Mediateca
Cap-vert

Uhau

Uhau

blogs

publicidade

Newsletter

Abonnement

Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project