MUNDO INSÓLITO

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Crise diplomática entre África do Sul e Malauí após fuga de Pastor milionário — Suspeita-se de fuga no avião do presidente Chakwera 17 Novembro 2020

O casal Bushiri (foto, à d.ta) compareceu num tribunal de Pretória no início do mês para responder por fraude e lavagem de dinheiro, num montante que envolve mais de cem milhões de rands (650 milhões CVE). Ele pastor muito conceituado jurou a sua inocência, disse que ia "limpar o seu nome". O juiz comoveu-se e deixou-o em liberdade sob fiança. Do Malauí, Bushiri justificou, no sábado, 14, que foi para salvar a vida que ele e esposa fugiram.

Crise diplomática entre África do Sul e Malauí após fuga de Pastor milionário — Suspeita-se de fuga no avião do presidente Chakwera

"Foi uma fuga estratégica", garantiu Bushiri, de 37 anos, cujo nome de batismo, Shepherd (pastor) escolhido pela mãe o terá predestinado para fundar a igreja evangélica cristã Enlightened Christian Gathering/ Assembleia Cristã da Luz em 2007.

O agora fugitivo está sob um mandado de captura internacional, emitido no domingo pelas autoridades sul-africanas que querem "que a justiça seja feita", ao mesmo tempo que destacam que os dois países se comprometeram "a devolver os fugitivos respetivos", de acordo com o protocolo sobre a extradição entre países da SADec-Comunidade para o Desenvolvimento dos Países da África Austral.

Com estratégia ou não, o "como" da fuga de Mary e Shepherd Bushiri tem tudo para criar um imbróglio diplomático entre as duas repúblicas da África Austral. Suspeita-se que após semanas a acusar as autoridades sul-africanas de nada terem feito para o proteger de alegadas ameças à sua vida, o milionário Bushiri tenha conseguido captar a benevolência do chefe de Estado malauí.

"O presidente tem o dever de proteger a vida do cidadão do seu país", disse Bushiri, o que levou a suspeitar da intervenção do chefe de Estado, Lazarus Chakwera, que estava na África do Sul em visita oficial.

Mas o presidente da República do Malauí negou e foi secundado pelas autoridades sul-africanas que afirmaram que acreditam nele.

Crise diplomática

Apesar das declarações oficiais, o mal-estar instalou-se. Foi o próprio ministro dos Negócios Estrangeiros do Malauí a expressar que as autoridades sul-africanas suspeitam do envolvimento das autoridades malauís na fuga do controverso pastor.

"No nosso regresso da África do Sul, fomos submetidos a vistorias inadmissíveis. Só depois relacionámos isso com a suspeita de que podíamos estar a ajudar Bushiri a sair da África do Sul ", disse o ministro Eisenhower Mkaka à BBC, no sábado.

Dois dias depois, nesta segunda-feira, o chefe da diplomacia do Malauí falou
publicamente sobre o tema, indignado com as sete horas de atraso no voo de regresso do avião presidencial e para as quais as autoridades do país anfitrião alegaram razões de segurança.

Prega em estádios, promete "com Cristo" curas milagrosas

Sob investigação por crimes financeiros, o pregador milionário Bushiri está, segundo a Forbes, no Top-20 de "líderes religiosos multimilionários africanos". Tostão a tostão, os milhões parecem milagres, o que parece confirmar a visão de grandes estádios cheios de seguidores do pastor sul-africano nascido em Mzuzu, uma cidade do norte do Malauí.

Na próspera África do Sul, são multidões que buscam a cura dos seus males na Enlightened Christian Gathering/ Assembleia Cristã da Iluminação, a igreja liderada por Bushiri: doentes do HIV-Sida, cegos ansiosos por voltar a ver, pobres que podem virar ricos... como lhes promete com a ajuda de óleos santos" vendidos a preços compatíveis com os resultados prometidos.

É certo que o líder diz que "só Jesus cura" e que tudo o que lhe acontece, como o "milagre da levitação que o fez caminhar no ar" — juram os seus seguidores —, surge "por graça divina".


Bostswana expulsou-o por violar regras financeiras

As autoridades do vizinho Botswana investigaram-no e detetaram "violações às leis financeiras vigentes". A Enlightened Christian Gathering/ Assembleia Cristã da Luz no país teve de fechar portas.

Mas o pastor recorreu e o tribunal deu-lhe razão. O templo evangélico continua aberto. Só o pastor tem de pedir um visto sempre que quiser entrar no país.

Fontes: BBC/NCBC/.... Relacionado: Covid nos EUA: Trump pós-infetado tem ... orações evangélicas da África anglófona, 15.out.020. Fotos (Getty): O sucesso económico dos Líderes Evangélicos abre-lhes as portas mais improváveis ... como demonstra a foto da ’Iniciativa Evangélica na Casa Branca’ a orar com Trump há um mês.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade





  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    publicidade

    Newsletter

    Abonnement

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project