MUNDO INSÓLITO

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Crise migratória: Marroquinos do ’Brooklyn’ tramam fuga de avião em aterragem de emergência em Maiorca 10 Novembro 2021

Vinte e um passageiros escaparam do avião que fazia o voo Casablanca-Istanbul e teve de fazer uma aterragem de emergência na ilha espanhola de Palma de Maiorca, devido a um alegado "coma diabético" de um passageiro. A polícia chegou ao ’Brooklyn’, grupo Facebook, como "principal suspeito de organizar o crime" desde julho.

Crise migratória: Marroquinos do ’Brooklyn’ tramam fuga de avião em aterragem de emergência em Maiorca

O suposto doente levado ao hospital de Palma de Maiorca acabou detido, bem como mais dois alegados cúmplices, enquanto os vinte e um fugidos foram alvo de uma caça ao homem.

A Guardia Civil confirmou na terça-feira que já capturou um total de doze jovens. Doze continuam a monte por terras de Espanha.

O avião Airbus A20, da Air Arabia, aterrou em Palma de Maiorca, após desviar-se na tarde de sexta-feira da sua rota Casablanca-Istanbul. Motivo: um passageiro apresentava um aparente coma diabético, segundo "um médico".

Seguiu-se o incidente que as autoridades espanholas descreveram como "insólito" e que envolve 24 pessoas, 21 das quais fugiram pela pista do aeroporto.

Brooklyn: milhares de jovens magrebinos

A Polícia espanhola confirmou que a fuga dos 21 passageiros foi organizada pelo grupo de Facebook marroquino ’Brooklyn’, formado por milhares de jovens magrebinos.

Fontes próximas à investigação confirmaram à agência Efe que em julho o ’Brooklyn’ publicou um post que descreve uma ação muito similar ao sucedido na sexta-feira no aeroporto de Palma de Maiorca.

"Rapazes, ouçam, a maioria quer emigrar. Sigam este plano: precisamos de 40 voluntários. Todos os rapazes do ’Brooklyn’ que reservem um avião rumo à Turquia e que sobrevoe Espanha", lê-se. "Um passageiro vai simular uma doença", "depois disso todos podem fugir".

"Vamos organizá-lo nos próximos dias. Os interessados que se juntem", conclui esta publicação, que está a ser analisada por especialistas.

Segundo a EFE, o post foi publicado pelo administrador do grupo, E.S., residente em Casablanca. O plano teve em conta que os marroquinos não precisam de visto para entrar na Turquia e que o avião sobrevoa o espaço aéreo espanhol.

Após a aterragem no aeroporto de Palma, E. S. voltou a publicar o plano de fuga no seu perfil de Facebook, que tem 15.000 seguidores, afirmando que o "Brooklyn não é um grupo qualquer, mas sim uma lenda".

O grupo que é um espaço de lazer e de "troca de brincadeiras" evoluiu para ser um espaço de solidariedade. Exemplo: organizam "ações para arrecadar dinheiro e ajudar os pobres", como a denominada "aquece-me" que no ano passado arrecadou dinheiro, comprou roupa de inverno para crianças de famílias vulneráveis", segundo "um dos seus membros mais ativos" explicou à EFE.

12 detidos, 12 em fuga

Até hoje (3ªfª, 9) foram detidas doze pessoas, que vão responder por vários delitos, tais como desordem pública, entrada ilegal em Espanha.

A Polícia espanhola continua à procura dos outros doze "fugidos" — onze são marroquinos e um é palestino.

Fontes: EFE/Figaro/. Fotos: Terminal do aeroporto espanhol no Mediterrâneo. Os demais passageiros do voo da Air Arabia foram levados de autocarro para o interior do aeroporto de Palma de Maiorca.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project