NOTÍCIAS

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Cultura cabo-verdiana representada na 14ª Semana Cultural do Fórum Macau 23 Novembro 2022

Cabo Verde participa na 14ª Semana Cultural entre a China e os Países de Língua Portuguesa que acontece desde 18 de novembro e vai até o dia 11 de dezembro.

Cultura cabo-verdiana representada na 14ª Semana Cultural do Fórum Macau

A presente edição da Semana Cultural é organizada pelo Secretariado Permanente do Fórum para a Cooperação Económica e Comercial entre a China e os Países de Língua Portuguesa (Macau), em coordenação com o Instituto de Promoção do Comércio e do Investimento de Macau e a Direção dos Serviços de Turismo da RAEM, contando com o apoio da Associação de Amizade Macau-Cabo Verde, e demais associações lusófonas em Macau.

Segundo uma nota de imprensa enviada a este jornal, nesta edição Cabo Verde apresenta três vídeos, um sendo sobre o carnaval, onde se apresentam este ano, produções audiovisuais sobre o tema “Festas e tradições populares” assim como outros temas livres de índole cultural.

O segundo vídeo intitulado “O Filho do homem que queira construir um piano”, acompanha Luís Baptista, que é um Luthier residente em São Vicente, que tem cumprido o seu papel de levar a música cabo-verdiana tradicional um pouco mais longe, e dando um passo além, no que toca à fabricação de instrumentos com novos materiais adaptados à nossa realidade. Filho de um dos maiores mestres do fabrico de instrumentos de Cabo Verde, o falecido Mestre Baptista, este jovem carrega o legado desta arte, transporta-a para o presente, com olhos no futuro.

Por fim, uma curta-metragem sobre o tema da transexualidade na comovente história de “Dona Mónica”, da produtora Kori Kaxoru Films e do realizador Carlos Yuri Ceuninck. Um filme que retrata uma das primeiras trans da Ilha de Santiago, em Cabo Verde.

Quem também está presente na Semana Cultural de Macau é a pintora cabo-verdiana Leontina Ribeiro (Leomar). Ela tem as suas obras expostas no Fórum juntamente com oito artistas de países lusófonos e da China, desde o dia 18 de novembro. Obras como o “BATUKU E NOS ALMA, DANÇAR COM AS TARTARUGAS e PEIXEIRAS”.

Outros artistas da lusofonia também apresentarão suas obras. São os casos de Don Sebas Cassule (Angola), Luciano Drehmer (Brasil) , Lemos Djata (Guiné-Bissau), Walter Zandamela (Moçambique), Maria Leal da Costa (Portugal) , Olavo Amado (São Tomé e Príncipe), Jafet Potenzo Lopes e Lio Man Cheong, (Macau), que participam da exposição “Policromias lusófonas” que decorre até 11 de Dezembro.

“Vários temas, formas e estilos em pintura, fotografia e escultura” estarão em exposição num “encontro de continentes e culturas”, que volta “a cimentar o papel de Macau como centro de intercâmbio cultural entre a China e os países lusófonos”, sublinhou a organização do evento num comunicado, citado pela Lusa.

A 14.ª Semana Cultural decorre ainda em formato online com vídeos culturais dos países lusófonos e da China.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project