INTERNACIONAL

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

"Demita-se, Xi!": Morte de dez em incêndio reacende protestos contra ’zero-Covid’ 27 Novembro 2022

"Acabem com ’zero-Covid’!", "Demita-se, Xi!", sairam da boca de milhares de cidadãos que se manifestaram este domingo em várias cidades da China. Os protestos anti-medidas de contenção a zero-Covid reacenderam-se com a morte de dez pessoas no incêndio dum prédio de apartamentos.

Confinamento e testagem fazem parte do quotidiano em cada cidade onde surja um caso de infeção, mesmo que assintomático.

Estamos confinados enquanto o mundo está solto no Qatar

A medir pelas redes sociais, a fiarmo-nos nelas como um barómetro q.b. da exasperação ante as medidas restritivas à mobilidade na China, os cidadãos chineses estão à beira dum ataque de nervos.

Ômicron. "Porque é que precisamos de controlar uma variante que não é mortal?", publicou um internauta. O post em segundos viralizou na rede social chinesa Keibo, foi depois removido pela censura oficial, noticia hoje o correspondente do L’Express em Pequim.

Muitos chineses ouvidos pelos media ocidentais da referência apontaram o "mundo paralelo" em que o governo está a colocar a China. "Os estádios no Qatar estão cheios, ninguém usa máscara".

"O nosso governo esta-nos a dizer que nós chineses somos mais frágeis, para nos manter confinados".

Fontes: BBC/Reuters/L’Express. Fotos (Xinhua, EFE) : Um profissional de Saúde apresenta o código QR scaneável às pessoas que fizeram o teste da Covid-19, em Pequim este domingo.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project