POLÍTICA

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Deputado MpD: Debate com primeiro-ministro é para explicar políticas e promoção do crescimento sustentável 29 Maio 2019

O deputado do Movimento para a Democracia (MpD, poder), Adilson Fernandes, disse hoje que o debate com o primeiro-ministro, no parlamento “é oportuno” para este explicar a sua visão e as políticas de promoção do crescimento sustentável.

Deputado MpD: Debate com primeiro-ministro é para explicar políticas e promoção do crescimento sustentável

Em conferência de imprensa no balanço das jornadas especializadas o deputado do MpD considerou, segundo a Inforpress, que a Nação cabo-verdiana está “cada vez mais confiante e motivada” para “enfrentar e vencer” os desafios com que o país se confronta neste momento.

Isto porque, segundo apontou, apesar da “pesada herança que recebeu do anterior Governo” em matéria de crescimento económico e criação do emprego, o actual “vem trilhando um caminho de resolução dos problemas e de construção de soluções.”

“A economia está a recuperar de uma prolongada desaceleração, com um efectivo aumento da actividade económica e a crescer cerca de cinco vezes mais do que no período de 2012/2015 quando o PAICV estava no poder,” sentenciou Adilson Fernandes, lembrando ainda que o desemprego mantém uma descida constante de 15 por cento (%) para 12% e o desemprego jovem diminuiu de 41 % para 32%.

Segundo o deputado, para além disso, hoje há “mais rendimentos disponíveis” às famílias, aumento dos investimentos privados nacionais e estrangeiros, do investimento directo estrangeiro, das exportações, inversão da tendência da dívida pública, controle de défice orçamental, melhoria no indicador de confiança dos consumidores e melhoria das condições financeiras e de investimentos dos municípios.

Sobre as críticas do Partido Africano para a Independência de Cabo Verde (PAICV, oposição) de que o tema para o debate com o primeiro-ministro já foi proposto duas vezes e que se está a “empolar o crescimento”, o deputado do MpD afirmou que em democracia é legítimo quando os partidos da oposição não se revejam na actuação da maioria.

Por outro lado, defendeu que “se o PAICV quer se afirmar como alternativa” deve apresentar “propostas alternativas” capazes de contribuírem para o debate político e para uma acção política com “influência decisiva” no desenvolvimento do país.

Segundo ainda a Inforpress, a lei que aprova o Regime Jurídico de Concessão de Serviço Público Aeroportuário e de apoio à Aviação Civil foi também foi criticado pelo PAICV que, suspeitando que o serviço de concessão será feito através de adjudicação directa, defendeu a realização de um concurso internacional.

Mas Adilson Fernandes afirmou que se trata de “suspeições que o PAICV lança todas as vezes para o Governo tentar apresentar propostas de lei”.

Garantiu que o objectivo do Governo é concessionar este serviço aeroportuário a investidores privados para expandir, modernizar e promover o turismo nacional, e que será feito através de um concurso.

Reagindo também aos questionamentos do PAICV sobre a “propaganda do Governo”, o deputado do MpD lembrou que quando o PAICV estava no Governo “também fez propagandas de obras e realizações que aconteciam um pouco por todo o país”.

E afiançou que o actual Governo está a “prestar contas à sociedade cabo-verdiana”, por isso considerou que “não se trata de um assalto à comunicação social pública”, até porque, frisou, o Governo tem “a prerrogativa de comprar espaços para fazer a publicidade do seu trabalho», conclui inforpress citando o deputado ventoinha.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade





Mediateca
Cap-vert

Uhau

Uhau

blogs

publicidade

Newsletter

Abonnement

Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project