POLÍTICA

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Deputados do MpD consideram “imoral e vergonhoso” o facto de parlamentares do PAICV falarem em nome do Fogo 11 Junho 2019

Os deputados do MpD (poder) para o Fogo consideraram, esta segunda-feira, “imoral e vergonhoso” o facto de os parlamentares do PAICV (oposição), Nuias Silva e Eva Ortet, falarem sobre a ilha, particularmente no concernente aos transportes aéreos e marítimos.

Deputados do MpD consideram “imoral e vergonhoso” o facto de parlamentares do PAICV falarem em nome do Fogo

“Eles estiveram no poder durante longos 15 anos e não pediram, não fizeram o que deviam ter feito para a nossa ilha”, disse Filipe Santos, porta-voz do grupo de deputados eleitos nas listas do Movimento para a Democracia para a ilha do Fogo.

Segundo este parlamentar citado pela Inforpress, os dois deputados eleitos nas listas do Partido Africano da Independência de Cabo Verde “votam sempre contra quando são chamados a viabilizar instrumentos de gestão ou investimentos para a ilha do Fogo”.

Referindo-se à redução do numero de voos da Binter-CV (transportadora aérea nacional), Filipe Santos explicou que tal situação se deve à manutenção de um dos seus aviões ATR, pelo que a companhia aérea está a “apetrechar-se estrategicamente” para a época alta, ou seja, no Verão, e que “brevemente estarão à venda os bilhetes de passagem”.

Filipe Santos acusou ainda os dois deputados de serem “contra a Binter e contra a solução encontrada pelo Governo” em resolver o “problema bicudo” de transportes aéreos no país.

“Porque não dizem aos foguenses que os dados da ASA (empresa de segurança aérea) apontam que houve o aumento de tráfico de passageiros e de aviões no aeródromo de São Filipe”, perguntou o deputado ventoinha, acrescentando que Nuias Silva e Eva Ortet são “contra a iluminação da pista de São Filipe”.

Na sua perspectiva, é uma “grande falácia” quando os parlamentares do PAICV dizem que há “problemas de ligações marítimas” para o Fogo, quando, diz ele, “além do navio Kriola, outros navios, como “Praia d’Aguada”, “Luzia”, “Padre Benjamim” fazem ligações frequentes, trazendo cargas e passageiros”.

Denunciou, por outro lado, aquilo que considera de “instigação” por parte dos referidos ‘deputados tambarina’ aos proprietários de táxis a fazerem manifestação, “enquanto nós (deputados do MpD) a trabalhar para a solução da aquisição e atribuição dos alvarás com a isenção”.

“Hoje, as famílias do Fogo têm melhor e mais rendimento e estão mais inclusivas”, precisou Filipe Santos, apontando alguns indicadores, como a “baixa taxa de inflação” na ilha.

O deputado do partido no poder revelou, ainda, que hoje Fogo é um “estaleiro de obras, com impacto directo na vida das famílias”.

“… É uma tamanha incoerência perante os factos e para com eles mesmos, uma vez que estes dois deputados são os maiores empresários da ilha e são eles que andam a fazer a concorrência aos agricultores e criadores de gado”, concluiu Filipe Santos citado pela Inforpress.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade





Mediateca
Cap-vert

Uhau

Uhau

blogs

publicidade

Newsletter

Abonnement

Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project