ACTUALIDADE

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Deslocação do liceu da Várzea: MpD acusa oposição de instigar as pessoas a se insurgirem contra o Governo 11 Maio 2019

O MpD acusou hoje a oposição liderada pelo PAICV de ser contra todas as medidas tomadas pelo Governo e de estar a “instigar” as pessoas a se insurgirem contra o executivo no processo de deslocação do liceu da Várzea.

Deslocação do liceu da Várzea: MpD acusa oposição de instigar as pessoas a se insurgirem contra o Governo

O deputado nacional do Movimento para a Democracia, Luís Carlos Silva fez estas acusações, em conferencia de imprensa realizada esta sexta-feira, na Cidade da Praia, em reação às declarações do PAICV e da UCID sobre a deslocação do liceu da Várzea para Taiti e a construção da nova embaixada dos Estados Unidos de América, no espaço onde se encontra edificado o referido estabelecimento de ensino.

Para este deputado, “o País foi surpreendido com uma série de ataques” primeiro por parte do PAICV a “instigar” as pessoas a se insurgirem contra o Governo e depois a UCID que acusou o Governo de “vender a alma do povo”.

No entanto, explicou a deslocação do liceu da Várzea para dar lugar a embaixada dos EUA como sendo um grande projecto, complexo e transversal, defendendo, neste quadro, que Cabo Verde precisa de “reformas estruturantes, grandes projectos e de grandes parceiros”.

Segundo este responsável, a abordagem que a oposição fez foi “precipitada”, “irresponsável”, “populista e de um oportunismo primário”, lembrando, entretanto, que o PAICV no seu tempo de governação, cedeu as instalações da escola de negócios em Asa para construção de um hotel.

A oposição liderada pelo PAICV, frisou, tem tido registo contra tudo o que este Governo tem feito, ajuntando, que no caso concreto da deslocação do referido liceu, ao invés de se preocupar com a recolha da totalidade das informações, o partido liderado por Janira Hopffer Almada (PAICV) e António Monteiro da UCID, se apressaram em “atacar a medida e o Governo”.

“O PAICV é contra tudo, é contra a isenção dos vistos, é contra o SOFA, binter, Icelandair, Hub aéreo do Sal, serviço público de transporte marítimo, regionalização, o reforço financeiro dos municípios. É contra tudo”, apontou.

Neste sentido, Luís Carlos Silva asseverou que o MpD não deve aceitar a “secundarização deliberada” dos interesses de Cabo Verde e dos cabo-verdianos e o “ataque gratuito” contra os EUA, um parceiro central do processo de desenvolvimento de Cabo Verde.

No seu entender, a postura da oposição e a sua forma “daninha” de fazer política merece o firme combate do MpD, acusando, ainda o PAICV de “estar a tentar encurtar o caminho de volta ao poder”.

“A decisão de construir uma embaixada de raiz significa o upgrade da relação dos EUA com Cabo Verde é uma aposta clara e inequívoca em Cabo Verde. Estamos a ganhar relevância e notoriedade no quadro da geopolítica americana e mundial”, disse, reforçando que com a decisão Cabo Verde ganha um liceu novo devidamente equipado e à altura das ambições e necessidades de educação do país.

O Governo emitiu esta quarta-feira 08, um comunicado de imprensa sobre o projecto do novo liceu da Várzea “Cónego Jacinto” que será construído junto ao Memorial Amílcar Cabral, o Auditório Nacional e a Biblioteca Nacional.

Ainda de acordo com mesma fonte, o referido liceu é um projecto de 3 pisos, com uma área de 4.218 m2, 30 salas de aula, espaços de lazer, no qual serão construídos um polidesportivo de 1.192m2, parque de estacionamento para 14 viaturas, entre outras valências. A Semana com Inforpress

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade





Mediateca
Cap-vert

Uhau

Uhau

blogs

publicidade

Newsletter

Abonnement

Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project