REGISTOS

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Desmentido a "Vacinas anti-Covid causaram 25.000 mortes" 25 Setembro 2021

A afirmação acima surgiu na segunda-feira, 20, no momento em que mais de 66% da população europeia tinha recebido pelo menos uma dose da vacina anti-Covid. "Não é verdade!", avisam diversos editoriais acerca do alerta lançado por um utente do Twitter, que avançou que as mais de vinte e cinco mil mortes estão "ligadas às vacinas anti-Covid" autorizadas pela EMA-Agência Europeia do Medicamento: Moderna, Pfizer, AstraZeneca e Jansen.

Desmentido a

O alerta foi retomado por internautas. Todos com base nos dados da vigilância farmacológica de acesso livre na internet, a que é a plataforma da EMA-Agência Europeia do Medicamento.

A Eudravigilance regista os designados "efeitos indesejáveis" declarados por profissionais de Saúde ou pelos próprios pacientes.

Os dados "foram notificados tão-somente por terem ocorrido após uma inoculação da vacina, mas a coincidência temporal não está em relação com a causalidade", segundo o diretor da Eudravigilance afirmou ao diário francês Le Figaro.

Fontes: Le Figaro/Twitter/sites institucionais.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    publicidade

    Newsletter

    Abonnement

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project