INTERNACIONAL

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Diplomata do Qatar avisa UE que suspeitas podem perigar acordos sobre gás 19 Dezembro 2022

Este domingo, um diplomata qatari colocado na União Europeia fez um claro aviso a Bruxelas. Em declarações à agência Reuters, afirmou que os acordos em curso relativos ao fornecimento do gás natural serão afetados, se Bruxelas insistir em envolver o seu país no escândalo de corrupção que já fez cair Eva Kaili, a vice-presidente do Parlamento Europeu.

 Diplomata do Qatar avisa UE que  suspeitas podem perigar acordos sobre gás

O Qatar nega as suspeitas — "totalmente infundadas" e com base em "informação falsa" — que já levaram à sua suspensão de acesso ao Parlamento Europeu.

"Isto pode impactar as relações Qatar-EU e o acesso ao fornecimento de gás natural", avisou o diplomata do país petrolífero árabe.

1,5 milhão euros cash na queda de Eva Kaili

Recorde-se que há duas semanas a então vice-presidente do PE-Parlamento Europeu, a social-democrata grega Eva Kaili, foi detida na Bélgica, como suspeita de lobby ilegal do Qatar para influenciar decisões políticas em Estrasburgo.

Segundo a AFP que cita fonte junto do processo investigativo, Eva Kaili foi detida por alegadamente ter recebido um suborno dos organizadores do campeonato do mundo, o Qatar2022 que terminou este domingo 18 no país petrolífero árabe.

A polícia de Bruxelas realizou 16 buscas domiciliárias em catorze endereços na área metropolitana de Bruxelas — em Ixelles, Schaerbeek, Crainhem, Forest e Bruxelas-Centro — e efetuou cinco detenções.

Entre os detidos está também "o companheiro de Kaili, atual colaborador ligado ao grupo dos Socialistas e Sociais Democratas no PE", segundo a AFP.

Destaca-se ainda Pier-Antonio Panzeri, o presidente de Fight Impunity/Combate à Impunidade, uma associação sediada em Bruxelas com a missão de "promover a luta contra a impunidade" em casos de violações graves dos direitos humanos. Este que foi também eurodeputado italiano teve apreendidos 600 mil euros ‘cash’ encontrados no cofre da sua casa da capital belga.

Expulsa do partido. "No âmbito de uma investigação das autoridades belgas relativa à corrupção de membros do Parlamento Europeu, a parlamentar Eva Kaili, do PASOK-Partido Social-Democrata da Grécia, foi expulsa do partido por decisão do presidente Nikos Androulakis", anunciou em Atenas o partido de centro-esquerda citado pelo online Greek reporter.

Fontes: Reuters/AFP/EuroActiv/Le Soir.be/Greek reporter. Foto (PE): Eva Kaili.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project