INTERNACIONAL

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

EUA: Diretora de comunicação de Trump demite-se 02 Mar�o 2018

Hope Hicks, uma das mais antigas colaboradoras do presidente norte-americano, demitiu-se. A notícia surge um dia depois da audição, à porta fechada no Congresso, sobre o alegado conluio da campanha de Donald Trump com a Rússia na altura das eleições. A Casa Branca desmentiu uma eventual ligação entre os dois acontecimentos.

EUA: Diretora de comunicação de Trump demite-se

Hope Hicks, com 29 anos, antiga modelo, apoiou Donald Trump desde a campanha eleitoral. Hicks ocupava o cargo de diretora de comunicação desde setembro.

"Não existem palavras adequadas para exprimir a minha gratidão ao Presidente Trump", declarou Hicks num comunicado citado pela Reuters. No entanto, neste comunicado, a diretora demissionária não adianta quaisquer razões para a saída.

A demissão surge depois de Hicks ter sido ouvida pela equipa de Mueller que investiga a alegada interferência russa nas eleições americanas. Na terça-feira foi ouvida durante nove horas no comité de Inteligência dos EUA sobre o mesmo tema.

De acordo com a imprensa americana, Hicks terá reconhecido perante o comité que o seu trabalho na Casa Branca a levou a “mentiras inocentes” em defesa de Trump, mas terá afirmado que nunca mentiu sobre algo relevante para a investigação. Estas declarações foram reveladas por uma pessoa que conhece a sua audição, mas cuja identidade não foi revelada pela comunicação social norte-americana, já que o testemunho é confidencial.

Sarah Sanders, porta-voz do executivo americano, assegurou que não há qualquer relação entre a saída de Hicks e os interrogatórios. De acordo com a Casa Branca, a saída deve-se ao cansaço decorrente de três anos de trabalho intenso com Trump, com várias crises. A saída efetiva deverá ocorrer nas próximas semanas, sem data definida ainda.

Hicks foi a quarta pessoa a ocupar este lugar na Administração Trump. Anthony Scaramucci foi o antecessor imediato no cargo. Junta-se a uma lista que vai engrossando de responsáveis que abandonam as suas funções. Entre eles, Steve Bannon, antigo conselheiro estratégico, Michael Flynn, ex-conselheiro de segurança nacional, ou Reince Priebus, ex-secretário-geral da Casa Branca.

"A Hope é excepcional e fez um excelente trabalho”, disse Donald Trump em reação à saída de Hicks. “Ela é inteligente, verdadeiramente alguém de bem", disse Trump, afirmando estar convicto de que vai voltar a trabalhar com ela no futuro. C/RTP

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade
Cap-vert
Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project