POLÍTICA

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Dirigentes do PTS contra “golpe administrativo” requerem nulidade do congresso 23 Agosto 2021

Dois dirigentes do Partido do Trabalho e da Solidariedade insurgiram, este domingo, contra a realização do congresso do PTS, este fim de semana, na Praia, e prometem agir junto do Tribunal Constitucional a fim de requerer a nulidade do ato.

Dirigentes do PTS contra “golpe administrativo” requerem nulidade do congresso

“É com profunda consternação que a direcção do PTS tomou conhecimento, pela comunicação social, de uma tentativa de um golpe administrativo levada a cabo por indivíduos que não pertencem, sequer, ao PTS”, refere uma nota de imprensa. citada pela Inforpress.

No documento, os signatários José Augusto Fernandes e Mário Moniz, “presidente” e “vice-presidente” do PTS, respectivamente, questionam a realização do congresso por um “grupo de pessoas que não pertencem ao partido”, e sem que o presidente ou vice-presidente tivessem sido convidados ou informados.

“O PTS dispõe de um estatuto que regula quais os órgãos do partido que convocam a reunião magna do partido”, refere a nota acrescentando que “o PTS lamenta que o bom nome do partido tenha sido usurpado por um grupo de indivíduos”.

Carlos Lopes, também conhecido por Romeu di Lurdes, foi eleito presidente do PTS, hoje de manhã, durante o congresso nacional do partido, que decorreu nos dias 21 e 22 na Assembleia Nacional.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    publicidade

    Newsletter

    Abonnement

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project