POLÍTICA

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Disputa da liderança do MpD-França: José Lopes reconfirma candidatura e desmonta que a acusação da adversária Ivone Varela é infundada e sem cabimento 19 Mar�o 2018

José Lopes confirma que concorre a mais um mandato, nas directas de 25 de Março, à liderança do MpD em França. Anuncia que, entre outros desafios, quer continuar a trabalhar com o governo e os responsáveis dos serviços consulares em França na busca de soluções para os problemas que afectam a comunidade cabo-verdiana radicada nesse país europeu. Reagindo-se às críticas da também concorrente Ivone Varela de estar a denegrir a sua imagem, Lopes desmonta que a acusação da sua adversaria é completamente infundada e sem cabimento. O candidato faz questão de sublinhar, que «Ivone é uma mulher com tanta ganância ao poder que, para alcançá-lo tenta destruir tudo que encontra pelo caminho», mas que « infelizmente quase sempre sai com as mãos vazias». Para mais detalhes, leia, a seguir, a entrevista que o candidato à liderança do MpD-França, concedeu, em exclusivo, ao ASemanaonline.

Disputa da liderança do MpD-França: José Lopes reconfirma candidatura e desmonta que a acusação da adversária Ivone Varela é infundada e sem cabimento

Confirma que é concorrente a mais um mandato à frente da Região Politica de França do MpD?

- Sim. Sou candidato a mais um mandato à frente do MpD-França.

Porque concorre a mais um mandato à liderança da organização?

- Candidatei me a mais um mandato para dar continuidade á organização das estruturas do partido em França. Candidatei- me para continuar a ajudar a ganhar o MpD na região política de França. Candidatei-me para continuar a defender os valores do meu partido. Candidatei-me para continuar a defender os interesses da comunidade cabo-verdiana em França. Candidatei-me para continuar a trabalhar com o governo e os responsáveis dos serviços consulares em França na busca de soluções para os problemas que afetam a nossa comunidade.

Como reage às críticas da candidata Ivone Varela, segundo a qual está a denegrir sua imagem?

- Estamos numa eleição interna em que a apresentação e a confrontação de projeto junto dos militantes deve ser a primeira prioridade. A minha candidatura está focada na apresentação dos resultados do mandato anterior e apresentação de novo projecto para os próximos 3 anos.
A acusação da minha adversaria é completamente infundada e sem cabimento. Nem nos contactos com os militantes nem nas redes sociais tenho denigrido a imagem dela . Todos aqueles que me conhece na política, tanto em Cabo Verde como em França sabem que não sou homem com esse tipo de comportamento. A imagem dela não precisa ser denigrida porque nunca teve tanta e de pouca que tem, está a destruí-la sozinha. É uma mulher com tanta ganância ao poder que para tentar alcançá- lo tenta destruir tudo que encontra pelo caminho. Infelizmente quase sempre sai com as mãos vazias.

Atendendo as críticas referidas, se perder ou ganhar essas eleições de 25 de Maio, vai trabalhar com Ivone Varela?

- Contrariamente às afirmações dela e do mentor da sua candidatura de que se ganhar essa eleição não aceitam trabalhar com nenhum apoiante da minha candidatura, eu estou pronto a aceitar trabalhar com todos os militantes do MpD que queiram se juntar a nós, para juntos continuarmos a fazer crescer o nosso partido.

Qual vai ser a aposta/meta principal da sua candidatura?

- Reorganizar o partido em França, criando Núcleos de base em todas as cidades onde existem números de militantes que justifica a sua criação; - Aumentar os números de militantes e incentiva-los a participarem mais activamente nas actividades políticas; - Continuar a trabalhar afincadamente com os governantes em Cabo Verde e os representantes dos serviços consulares na procura de melhor soluções para os serviços consulados em França e todos os serviços em Cabo verde que afetam diretamente a Comunidade cabo-verdiana em França; -Ter um sede do partido onde iremos instalar sistema de video conferência para permitir os militantes que residem noutras cidades de participar nas reuniões das Assembleias Políticas quando estes não podem estar presentes por razões de distância e de compromissos profissionais e outros; - Reforçar as relações com as associações e federações das associações cabo-verdiana em França, para juntos trabalharmos em prol da defesa dos interesses da comunidade; - Continuar a trabalhar com as associações próximos de MpD, nomeadamente a JPD e MULHERES DEMOCRATAS e apoia-las nas suas ações.

A candidata Ivone diz que a vitória do MpD França na legislativa de 2016 foi graça a ela enquanto Diretora da campanha. O que diz sobre isso?

- Primeiro, como sabe, devo dizer que uma eleição dessa importância não se ganha por uma pessoa e que a vitória não se constrói semanas antes das eleições.

A Senhora Ivone tinha chegado a França um ano e meio antes da eleição e mal conhecia os cabo-verdianos e os eleitores em França. Como é possível construir sozinha uma vitória dessa num pais que ela não conhecia e tão complexo e difícil de trabalhar como a França? A senhora Ivone e o mentor da sua candidatura devem lembrar que logo depois da aprovação da lista dos candidatos para os deputados da Europa em que ela não foi escolhida porque era simplesmente desconhecida do MpD e dos eleitores em França e por isso não tinha mínima condições para representar a Comunidade cabo-verdiana em França. Logo depois chamou os militantes para dizer que não era mais MpD e que queriam apoios deles para destruir o MpD França .

Tendo em conta o período eleitoral e conhecendo a ganância dela de estar na frente, chamei a senhora Ivone, propondo o cargo de Diretora de campanha com simples objetivo de unir o MpD para o embate eleitor. Contrariamente à nossa intenção, a primeira coesa que ela fez é de criar a equipa dela com militantes da confiança dela e separar de todos o resto dos militantes. Estou certo de que os militantes nunca irão eleger pessoas dessa para liderar o MpD em França.

A candidata Ivone disse também que Lopes está desorientado.

- Já estou habituado com a falácia dela. Estou seguro e confiante nos militantes do PpD fr. França era uma região política completamente controlada por PAICV e que nunca o MpD tinha ganhado antes da nossa chegada. Graça ao trabalho de fundo que fizemos em todas as cidades, durante estes anos, hoje o MpD já vai em 3 vitórias consecutivas.
Espero que todos os militantes irão participar nessas eleições para que continuaremos a ganhar a Diáspora.

Quem administra o processo eleitoral em França?

- O processo eleitoral em França está a ser conduzido pelo Delegado de GAPE , senhor António Ribeiro Monteiro, que já era Delegado nas eleições para o presidente do partido e Delegados à Convenção Nacional.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade



Mediateca
Cap-vert

blogs

Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project