REGISTOS

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Divórcio dos Gates tem fator Epstein — Melinda expõe Bill 14 Maio 2021

Este mês, no dia 3, os Gates anunciaram o fim do seu casamento de 27 anos, mas só no domingo, 9, surge a revelação de que Melinda está desde 2019 a preparar o divórcio. Motivo: a divulgação em outubro de 2019 de que Bill Gates — desde 2007 ligado a Epstein "pelas obras filantrópicas" — entre 2011 e 2013 voou no ’Lolita Express’ e visitou a mansão de Epstein onde ocorreram "crimes de tráfico sexual com menores".

Divórcio dos Gates tem fator Epstein — Melinda expõe Bill

Em 2019, Melinda decidiu romper o casamento — "irremediavelmente irreparável", segundo os papéis em tribunal — e começou a consultar "vários advogados especialistas" no assunto, revela esta segunda-feira o Wall Street Journal. Uma decisão radical despoletada pela reportagem do New York Times sobre o facto de Bill Gates ter "entre 2011 e 2013", não só visitado a mansão de Manhattan como viajara no avião "Lolita Express" de Epstein, no centro de uma rede pedófila.

No entanto, segundo as notícias desta segunda-feira, Melinda Gates já tinha entrado em casa de Epstein em setembro de 2013, junto com Bill. Teria sido no mesmo dia em que o casal residente em Seattle e Florida recebeu das mãos do então Edil novaiorquino, Michael Bloomberg, um galardão pelo seu "trabalho filantrópico na área da saúde e direitos das mulheres e meninas".

"Melinda saiu de lá furiosa. Disse que não queria ter nada a ver com Epstein", escreveu na sexta-feira, 7, o diário The Daily Beast citando "confidências que Melinda fez a pessoas próximas". Essas mesmas que não conseguiram explicar se essa fúria de Melinda, co-fundadora da Microsoft e mãe de três filhos, era provocada pela "extrema antipatia de Epstein que ele nunca disfarçava, ou se por ele ser um condenado por pedofilia". A primeira condenação acontecera em 2008 na Flórida.


Obra filantrópica de Bill Gates ’justifica proximidade’ com Epstein

Além das relações institucionais entre 2007 e 2017 "pelas obras filantrópicas" , Bill Gates terá tido uma relação pessoal de proximidade com Epstein, revelou em 2019 uma reportagem do ’New York Times’.

Segundo o diário novaiorquino, entre 2011 e 2013 o fundador da Microsoft voou, pelo menos uma vez, entre Nova Jérsia e a Flórida no jato privado ’Lolita Express’ e visitou "diversas vezes" a mansão de Epstein onde ocorreram "crimes de tráfico sexual com menores".

Em reação à reportagem, Bill Gates emitiu um comunicado em que afirmava ter-se aproximado através da Microsoft ao financeiro mas que "não tinha conhecimento do envolvimento de Epstein numa rede de tráfico de menores" e muito menos esteve envolvido em encontros com meninas, nem tão-pouco sabia que o avião era de Epstein". Bill Gates tem o seu próprio avião.

Gates afirmava «ter sido aconselhado nos seguintes termos: ’Se queres recolher dinheiro para a saúde global e outras ações filantrópicas, vai ter com o Jeffrey que conhece muitos ricos’».

2ª mais rica da Forbes

Em 2020 a Forbes classificou Melinda Gates, de 56 anos, na 5ª posição mundial na categoria de Filantropia.

O WSJ prevê que numa próxima edição, logo que for dividida a meio os 144 biliões da fortuna Gates — montante que nos últimos anos tem colocado Bill, de 65 anos, no Top-3 dos bilionários —, Melinda entrará pela primeira vez no ranking Forbes das bilionárias.

Logo que for decretado o divórcio, Melinda French, ex-Gates, ocupará a segunda posição das bilionárias Forbes, apenas ultrapassada pela francesa Françoise Bettencourt-Meyers, herdeira da L’Oréal.
— 

Fontes: NY Times/ NY Post/BBC...

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project