ACTUALIDADE

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Embaixador Donald Heflin na ‘hora di bai’: EUA não vai instalar base militar em Cabo Verde, debate do SOFA é normal e … algo anti-americano 07 Setembro 2018

O embaixador dos Estados Unidos (EUA) assegura que o seu país não vai instalar nenhuma base militar em Cabo Verde. Ouvido pela agência noticiosa nacional, por ocasião da sua próxima partida a 10 de setembro, o diplomata Donald Heflin defende o polémico acordo SOFA entre os dois países e lamenta que o fator “campanha anti-americana” esteja a influenciar o debate do mesmo.

Embaixador Donald Heflin na ‘hora di bai’: EUA não vai instalar base militar em Cabo Verde, debate do SOFA é normal e …  algo anti-americano

Donald Heflin na ‘hora di bai’, concluída a sua missão na Praia, iniciada em janeiro de 2015, faz um balanço positivo do seu trabalho de três anos e oito meses.

“É legal”, diz sobre o acordo (SoFA-Status of Forces Agreement— Acordo do Estatuto do Pessoal Militar dos EUA) assinado entre os Estados Unidos e Cabo Verde. Está de acordo com a Constituição, e é idêntico ao que o seu país assinou com o Senegal e Portugal.

Na entrevista, o embaixador destacou as virtudes do acordo de cooperação com os Estados Unidos. Cabo Verde, dada a sua vulnerabilidade, ganha assim, segundo ele, a capacidade de patrulhar a sua zona marítima. Indicou ainda que o SOFA será essencial para a segurança nacional de Cabo Verde, por estar numa região com instabilidade política e conflitos armados, e, não menos importante, para o apoio no combate ao narcotráfico na região ligado aos cartéis sul-americanos.

É “normal” que a sociedade debata o acordo em causa, considera o máximo representante dos Estados Unidos entre nós. Não obstante, o embaixador lamenta que o fator “campanha anti-americana” esteja a influenciar o debate.

Debate: Será que Sua Excia o Embaixador pretende influenciar a ação do Presidente da República de Cabo Verde?

- A esfera mediática (responde) está a debater. Há quem considere “anormal” que o embaixador se tenha pronunciado em tais termos no momento em que se espera que o presidente tome uma decisão sobre o SOFA-Acordo do Estatuto das Forças (Militares).

Preparação intensifica-se na presidência Obama

Entretanto, a preparação para a assinatura do acordo que permite a ‘presença’ militar norte-americana em Cabo Verde, em que o fator geoestratégico foi um dos mais importantes, intensificou-se sob a presidência Obama.

Os preparativos intensificaram-se por ocasião da visita-relâmpago da Secretária de Estado, Hillary Clinton, a Cabo Verde em 2009. A mesma Clinton protagonizaria “suspeitas” averiguações ao funcionamento das Forças Armadas e de Segurança locais, como denuncia em 2010 o ‘Wikileaks’.

Fontes: Inforpress/Arquivo: Hillary Clinton’s visit to Cape Verde confirmed, 28.07.2009

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade



Mediateca
Cap-vert

blogs

Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project