MUNDO INSÓLITO

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

É oficial: 1 fã de Trump votou por si e pela mãe falecida 23 Dezembro 2020

O cidadão Bruce Bartman, de 70 anos, foi na segunda-feira, 21, constituído arguido no "raríssimo" caso de fraude eleitoral nos Estados Unidos. O residente na Pensilvânia não hesitou em mudar a regra de 1 homem, 1 voto. Registou a mãe e a sogra defuntas, votou pela mãe, mas desistiu de votar pela falecida sogra.

É oficial: 1 fã de Trump votou por si e pela mãe falecida

O procurador-geral estadual Jack Stollsteimer anunciou em comunicado à imprensa que o arguido foi acusado de fraude na votação e perjúrio e arrisca uma pena até 19 anos de prisão. Entretanto, beneficiou de um habeas corpus: vai responder em liberdade, após pagar cem mil dólares de fiança.

«"Este é o único caso conhecido de "pessoa defunta" a votar no nosso Estado, não obstante as teorias de conspiração», afirmou o PGR Stollsteimer.

"O sistema judicial vai, dentro das suas atribuições, continuar a zelar pela transparência eleitoral. Onde quer que haja alegações fundamentadas de fraude, vamos investigar", afirmou.

Fontes: Washington Post/Philadelphia Inquirer. Foto: Contagem de votos no distrito em que Bartman votou duas vezes.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project