INTERNACIONAL

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

EUA: 19 crianças morrem em tiroteio na escola 25 Maio 2022

O tiroteio que aconteceu esta terça-feira à tarde numa escola básica do Texas, em Uvalde, a 130 km de San Antonio, fez mais de trinta vítimas — dezanove alunos e dois professores morreram e umas dez ficaram feridas, algumas "em estado muito grave". A polícia matou o atirador, de 18 anos.

EUA: 19 crianças morrem em tiroteio na escola

O atirador, identificado como Salvador Ramos, de 18 anos, entrou na Robb Elementary School com uma pistola e uma espingarda e causou mais um massacre de inocentes, num bairro popular, enquanto a América continua a debater entre republicanos e democratas sobre o direito de porte de armas, garantido pela 2ª Emenda constitucional.

"Ele disparou e matou — de modo horrífico, incompreensível", disse o governador do Texas, Gregg Abbot.

A polícia informou que o suspeito era um aluno do liceu de Uvalde, e que "antes de se dirigir à escola, atirou sobre a própria avó, que ficou ferida".

A cada novo massacre nas escolas, as famílias revivem o massacre — entre dezenas, o de Sandy Hook em dezembro de 2012, o de Parkland em 14.2.2018 — que lhes tirou um ente querido.

"As minhas condolências às famílias. Sei o que estão a sofrer", expressou Nicole Hockley que perdeu o filho de seis anos, em 2012, no massacre da Sandy Hook Elementary School que fez 26 vítimas mortais das quais 20 eram crianças.

Pais de vítimas de massacres nas escolas: "Têm de nos ouvir"

"Os legisladores têm de ouvir as vozes de 90% dos americanos", disse Fred Guttenberg que perdeu a filha de 14 anos no tiroteio na escola secundária de Parkland. "Noventa por cento dos americanos querem mudar a lei, mas há um grupo específico que mantém o país refém".

"Não levam o assunto a sério", diz e aponta o governador texano (acima citado) que esta semana é convidado na palestra da NRA, a poderosa associação de fabricantes de armas.

Em particular Guttenberg critica o senador (republicano) Mitch McConnell: "Ele emitiu uma declaração hoje que parece exatamente a mesma do dia em que a minha filha foi assassinada".

Fontes: AP/The San Antonio Express-News/Houston Chronicle/NY Times/. Fotos (TSAE-News /AP): No dia 14, Payton S. Gendron de 18 anos atirou num minimercado de Buffalo, NY, e fez 13 vítimas das quais dez mortais. A professora Eva do 4º ano e o aluno Xavier, as 1ªs vítimas identificadas.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project