REGISTOS

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

EUA: Aliado de Trump comparou anúncio da candidatura a filme de Riefenstahl 09 Fevereiro 2022

A realizadora é conhecida por ser um dos maiores nomes da cinematografia nazi e dos filmes de propaganda em torno de Adolf Hitler.

EUA: Aliado de Trump comparou anúncio da candidatura a filme de Riefenstahl

Segundo NM, o estratega de extrema-direita associado a movimentos violentos e um dos principais aliados de Donald Trump, Steve Bannon, terá comparado o anúncio da candidatura de Trump à presidência a um filme de Leni Riefenstahl, a maior realizadora de filmes nazis.

Trump anunciou a candidatura à presidência dos Estados Unidos na sua torre, subindo as escadas rolantes da enorme torre dourada em Nova Iorque com o seu nome. O republicano haveria de ganhar a presidência em 2016, vencendo contra Hillary Clinton.

Segundo o livro do jornalista Jeremy W. Peters, citado pelo The Guardian, intitulado "Insurgência: como os Republicanos perderam o seu partido e conseguiram tudo o que queriam" e lançado esta sexta-feira, essa imagem é semelhante à chegada de Hitler no "Triunfo da Vontade", o filme mais conhecido de Riefenstahl sobre o chanceler nazi.

"O Triunfo abre com um plano da força aérea de Hitler sobre Nuremberga (...). Quando o plano chega à terra, a enorme multidão recebe o seu líder em regozijo. Bannon achou que a entrada de Trump pareceu muito semelhante e considerou que estava a presenciar alguém com uma particular habilidade de manipular a percepção do público", disse Peters.

Conforme a mesma fonte, o jornalista entrevistou Bannon para o seu livro, e também menciona que a chegada de Trump parece-se ainda mais com a entrada de Hitler em cena devido aos atores pagos para o aplaudir.

Donald Trump nunca se distanciou completamente da extrema-direita fascista e nazi. O ex-presidente chegou a desvalorizar o papel de Hitler no Holocausto e, depois de uma marcha violenta contra antirracistas por parte de supremacistas brancos em Charlottesville, Trump disse que havia "boas pessoas em ambos os lados" do protesto.

Bannon chegou a ser afastado da Casa Branca em desacordo com Trump, mas o estratega conservador, que também difunde teorias da conspiração no seu podcast (e chegou mesmo a sugerir a morte de congressistas), voltou a ser um importante aliado do ex-presidente quando este impugnou o resultado das eleições de 2020.

Steve Bannon está também associado ao ataque ao Capitólio por apoiantes de Donald Trump no dia 6 de janeiro de 2021. Bannon recusou-se a cooperar com o comité de investigação e agora é também ele arguido por obstrução à justiça, refere a fonte deste jornal.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project