INTERNACIONAL

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

EUA: Engenheiro municipal pegou em armas e matou 12 colegas 03 Junho 2019

O que lhe passou pela cabeça? A polícia de Virgínia Beach não avança motivos, realça antes o horror de um assassínio em massa, um dos mais mortíferos ataques a tiro no local de trabalho nos EUA nos últimos anos.

EUA: Engenheiro municipal pegou em armas e matou 12 colegas

Segundo o Público que cita autoridades locais, o atirador que matou 12 pessoas no edifício dos serviços municipais da cidade de Virgínia Beach e depois morreu numa troca de tiros com a polícia na madrugada de sábado,01, foi identificado como um engenheiro municipal. À excepção de uma pessoa, todos as outras que matou eram colegas seus.

No entanto, o atirador, DeWayne Craddock, de 40 anos, não parece ter disparado propositadamente contra ninguém, disse o chefe da polícia, James Cervera. Trabalhou para o município durante 15 anos, no sector de água e esgotos. Não tinha outro registo criminal para além de multas de trânsito (várias), diz o New York Times.

Mas não há dúvida que agiu deliberadamente ao atacar o local de trabalho: usou uma arma de calibre 45, com um silenciador e vários carregadores e reserva, que usou durante o ataque. A polícia diz que ele tinha mais armas consigo, e que encontrou ainda mais na sua casa.

Dois agentes que estavam num edifício em frente chegaram poucos minutos após os primeiros tiros e o atirador acabou por ser morto, depois de uma longa batalha com armas de fogo, relatou Cervera.

O chefe de polícia disse que o atirador disparou “imediata e indiscriminadamente” contra as vítimas. Mas escusou-se a avançar com quaisquer possíveis motivos para o assassínio.

Alguns media norte-americanos dizem que o atirador teria sido despedido, mas um responsável dos serviços municipais diz que ele ainda trabalhava para a cidade de Virgínia Beach, e que tinha tido autorização para entrar no edifício.

Segundo a mesma fonte, o local do ataque é um edifício de três andares onde trabalham mais de 400 pessoas, em serviços tão variados como informática e tecnologias da informação, obras públicas, planeamento e serviços de saneamento. É também intensamente frequentado pelos habitantes de Virgínia Beach, que ali vão pedir licenças para construção, pagar contas de água ou fazer outro pedido pu pagamento ao município. Ao lado fica a Câmara Municipal.

Este é um dos mais mortíferos ataques a tiro no local de trabalho nos EUA nos últimos anos. Em 2017 – o ano mais recente para o qual existem dados – houve 458 homicídios relacionados com o trabalho nos Estados Unidos, segundo números do Gabinete de Estatísticas do Trabalho, citados por vários órgãos de comunicação norte-americanos. É uma pequena descida em relação a 2012 – quando houve 475 assassínios relacionados com o emprego, refere o Público.pt.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade





Mediateca
Cap-vert

Uhau

Uhau

blogs

publicidade

Newsletter

Abonnement

Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project