INTERNACIONAL

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

EUA-Irão: Trump emenda a mão e anula ataques militares no último minuto 22 Junho 2019

A ’pressão máxima’ prometida contra o Irão ia traduzir-se em bombardeamentos às instalações iranianas esta sexta-feira, mas no último minuto o presidente deu a contraordem, escreve o ’New York Times’ na manhã de sexta-feira, 21.

EUA-Irão: Trump emenda a mão e anula ataques militares no último minuto

A impulsividade do 45º presidente dos Estados Unidos está mais uma vez exposta, na crise que ameaça a paz no Golfo — na iminência de uma nova guerra, a terceira —, enquanto os aliados europeus prudentemente recusam alinhar com Washington e Londres na imediata atribuição de responsabilidade primeiro pelo incêndio de dois petroleiros no eixo Ormuz-Omã, na quinta-feira, 13.

Uma semana depois, a questão é saber onde estava o drone dos Estados Unidos que os Guardas da Revolução Iraniana anunciaram ter abatido quando sobrevoava o espaço aéreo nacional.

Os Estados Unidos, nesta mesma quinta-feira, reagiram negando a violação do espaço aéreo iraniano e Donald Trump prometeu uma resposta bélica ao "erro muito grave" do governo iraniano.

Silêncio de Israel ’amigo máximo’

O governo de Netanyahu ainda não se expressou sobre as últimas ações da presidência Trump.

Como destacam na sua edição desta sexta-feira, o Haaretz e o TOI, meios de comunicação de Israel, o governo de Netanyahu parece alinhar pela prudência dos países da União Europeia ante as últimas movimentações dos Estados Unidos, como o anúncio de envio de cem mil soldados e a mais recente ordem, já anulada.

Fontes: Referidas. Foto: Donald Trump em hora de recuo, ditado pela atitude prudente da União Europeia e outros aliados — que querem saber mais antes de dar a ordem para ações militares.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade





Mediateca
Cap-vert

Uhau

Uhau

blogs

publicidade

Newsletter

Abonnement

Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project