REGISTOS

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

EUA: Profissionais da defesa nacional dispensados ​​por recusarem vacina 18 Dezembro 2021

Mais de 100 fuzileiros navais e 27 aviadores foram dispensados dos serviços da defesa nacional dos Estados Unidos da América ​​por se recusarem a ser vacinados contra o coronavírus.

EUA: Profissionais da defesa nacional dispensados ​​por recusarem vacina

Segundo NM, os profissionais da defesa nacional dos Estados Unidos da América (EUA) que se recusem a tomar a vacina contra a Covid-19 serão dispensados do serviço. Os serviços militares dos EUA dispensaram já mais de 100 fuzileiros navais que se recusam a ser vacinados, assim como 27 aviadores da Força Aérea. A mesma medida será também aplicada ao Exército.

De acordo com o USA Today News, são cerca 20 mil os profissionais pertencentes à defesa nacional dos EUA que não estão vacinados e que correm, agora, o risco de serem retirados das suas funções.

O Corpo de Fuzileiros Navais revelou que esta quinta-feira foram dispensados 103 fuzileiros navais.

Mas a situação não ocorre apenas na Marinha. Também o Exército divulgou que repreendeu mais de 2.700 soldados e começará a dispensar quem não alterar a decisão de não ser vacinado a partir de janeiro. Na Força Aérea, o procedimento teve início esta semana.

Para além de estarem já dispensados 27 aviadores, a Marinha estabeleceu também um novo procedimento disciplinar e demitiu até um marinheiro por se recusar a ser testado.

Apesar de o alerta de que os profissionais teriam que enfrentar consequências, caso não fossem vacinados contra a Covid-19, ter sido já feito há meses, apenas agora as medidas começaram a ser tomadas, conclui NM.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    publicidade

    Newsletter

    Abonnement

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project