ANÚNCIOS

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

EXTRATO DE JUSTIFICAÇÃO NOTARIAL 16 Outubro 2021

Certifico narrativamente, para efeitos de primeira publicação nos termos do disposto no artigo 100º do Código do Notariado, alterado pelo Decreto-Lei nº 45/2014 e 20 de agosto, que, de fls. 78 a 79do livro de notas para escrituras diversas número 49-B desta Conservatória/Cartório, se encontra exarada uma escritura de JUSTIFICAÇÃO NOTARIAL, com a data de dezassete de Setembro de dois mil e vinte e um, na qual

EXTRATO DE JUSTIFICAÇÃO NOTARIAL

O Sr. ANTÓNIOGONÇALVES DOS SANTOS, com NIF110776100, solteiro, maior, natural da freguesia de Nossa Senhora da Conceição, concelho de São Filipe, residente em Monte Grande, se declara com exclusão de outrem, dono legítimo possuidor um prédio urbano, coberto com betão e telha, tendo no rés-do-chão, uma sala de estar, três quartos, uma cozinha, um WC, uma garagem e uma cisterna. No primeiro andar, uma sala de estar, três quartos, uma cozinha , um WC,. No piso recuado, um WC, situado em Monte Grande, ocupando área de duzentos e noventa e dois vírgula um metros quadrados, confrontando ao norte com via publica, sul, este e oeste com baldio, inscrito na matriz predial urbana da freguesia de Nossa Senhora da Conceição, sob o n+umero3749/0, com o valor matricial de onze milhões , duzentos e noventa e dois mil, setecentos e oitenta e nove escudos, omisso no registo predial.--------------------------------------------------------------------------------------

— - Que o referido prédio, foi por ele construído de raiz, com recurso a seu material e dinheiro, num terreno com área de duzentos e noventa e dois vírgula um metros quadrados, lhe doado de forma verbal pela mãe, Sra. Maria Santa Gonçalves, anterior possuidora do mesmo há mais de vinte anos, sem que pudesse, dispor de titulo bastante para efeitos de registo predial.------------------------------------------------

— - Que, está na posse e fruição do imóvel e o vem exercendo sucessivamente e em nome próprio, de forma pacifica, continua, de boa fé e ostensivamente com conhecimento de toda a gente, conjuntamente com a mulher e aonde vem atuando como verdadeiros proprietários e sem oposição de outrem, pelo que julgam ter adquirido nas circunstâncias descritas o direito de propriedade sobre o referido imóvel, por usucapião, o que ora invocam para efeitos de primeira inscrição no registo predial.--------------------------------------------------------------------------------------

— - Está conforme o original.---------------------------------------------------------------------

— - São Filipe e Conservatória dos Registos e Cartório Notarial da Região de São Filipe, aos vinte de Setembro de dois mil e vinte e um.-------------------------------------

Conta: REg. Sob o n.º 82/09
Artigo 20º.4.2………………. 1.000$00
Selo do acto …………………… 200$00
Soma: ………………………………1.200$00- São Mil e duzentos escudos

O Conservador Notário
/Paulo Jorge Barbosa Correia de Pina/

https://www.asemana.publ.cv/IMG/pdf...

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project