ACTUALIDADE

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Edil praiense considera “urgente” a multiplicação de iniciativas que promovam os valores da família na sociedade 07 Agosto 2021

O presidente da Câmara Municipal da Praia, Francisco Carvalho, considerou, esta sexta-feira, “urgente” construir e multiplicar iniciativas que promovam os valores da família e sublinhou a importância da família no combate aos males que atingem a sociedade.

Edil praiense considera “urgente” a multiplicação de iniciativas que promovam os valores da família na sociedade

Segundo a a Inforpress, edil praiense fez estas declarações na abertura do V Fórum Diocesano da Família que tem como tema “Educação na família: evangelizar é a nossa missão”, a decorrer na Cidade da Praia até este Domingo,8, e destinado às famílias de todas as paróquias da Diocese de Santiago.

“É de facto urgente que consigamos construir e multiplicar iniciativas que promovam os valores da família. Contudo, é preciso sublinhar que a deficientes valores da família da nossa sociedade não é um facto isolado, não constitui um oásis. Muito pelo contrário, quotidiano no seio de diversas instituições públicas e privadas onde há uma deficiente presença de valores”, disse.

Tomando em conta dois indicadores como a percentagem de casamentos e o número de crianças que vivem apenas com a mãe, Francisco Carvalho disse que há sinais claros da deficiência de valores na sociedade cabo-verdiana.

“Os dados dizem que 33,1% vivem em união de facto, 23,4 % são divorciados, e apenas 19,1% são casados (…) 46% das famílias de Cabo Verde são chefiadas por mulheres, são números que desafiam”, disse.

Segundo a mesma fonte, Francisco Carvalho realçou que o mundo está a mudar, existindo neste momento uma visão onde o casamento é visto como a assunção de uma posição de um certo grau de determinação que pode ser fundamental no projecto de construção de uma família, enquanto espaço primeiro para a socialização dos indivíduos que com o tempo serão eles também os protagonistas de novas famílias.

Apesar de considerar que a situação da família não se resume a esses dois indicadores, afirmou que os fenómenos sociais têm sempre uma multiplicidade de causas.

E pelo facto desses indicadores estarem “muito ligados” ao ponto de partida de todo o processo de constituição de uma família, considera que dão uma ideia da dimensão do desafio que todos são chamados a enfrentar.

Neste sentido, o autarca realçou, conforme ainda a Inforpress, que o V Fórum Diocesano da Família que hoje arranca representa uma das múltiplas iniciativas que a sociedade cabo-verdiana precisa.

“Portanto, é juntar as mãos, estabelecer parcerias e criar complementaridades… isto é fundamental, para, por um lado, combater a mentalidade de que tudo deve ser feito pelo Estado, seja governo ou a câmara municipal, e por outro lado, demonstrar na prática de que outra instituição, neste caso a igreja, pode sim intervir para a melhoria da nossa sociedade”, acrescentou.

Durante os três dias de trabalho, vão ser traçadas pistas para que a família assuma, com afinco, a sua missão evangelizadora, sejam definidas estratégias eficazes para a tomada de consciência de que a educação é responsabilidade primeira das famílias.

O quinto fórum está a ser realizado num formato misto, com a presença física de representantes das paróquias de Santiago Sul e a presença virtual das demais paróquias da Diocese de Santiago, designadamente as de Santiago Norte e das ilhas do Maio, do Fogo e Brava, conlui a fonte referida.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    publicidade

    Newsletter

    Abonnement

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project