ACTUALIDADE

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Embaixada do Brasil em Cabo Verde comemora Dia do Marinheiro e de condecoração de personalidades cabo-verdianas 13 Dezembro 2019

A Embaixada do Brasil em Cabo Verde realiza, esta sexta-feira, 13, na Cidade da Praia, uma cerimônia alusiva ao “Dia do Marinheiro e de condecoração de personalidades cabo-verdianas". Para além de celebrar a memória heróica do Patrono, Almirante Tamandaré, a Marinha brasileira enaltece o valor do seu maior património, direcionado às 80 mil pessoas, militares e civis, homens e mulheres, que por meio do seu trabalho, contribuem para a construção do Brasil.

Embaixada do Brasil em Cabo Verde comemora Dia do Marinheiro e de condecoração de personalidades cabo-verdianas

Segundo a fonte deste jornal, durante a cerimónia serão condecorados várias personalidades com a Medalha “Amigo da Marinha”. São os casos de Augusto César Lima Neves (Presidente da Câmara Municipal de São Vicente), Vera Eunice Barros Monteiro, (Diretora de Gabinete do Ministro da Defesa de Cabo Verde), Celso Benedito Sertório, (Cônsul-Honorário do Brasil, em São Vicente e Santo Antão) e Dolores Magalhães Medina de Vasconcelos, representante da Ordem dos Médicos de Cabo Verde (OMCV).

“A comemoração da data (13 de Dezembro) em Cabo Verde é muito oportuna, pois a Cooperação no domínio da Defesa entre Brasil e Cabo Verde, está centrada na formação dos profissionais do mar”, anuncia a embaixada, em comunicado.

Instalada há quatro anos e seis meses ,no Comando da Guarda Costeira, a Missão Naval Brasileira já formou 84 marinheiros, sendo 28 em duas turmas deste ano. Além disso, tem prestado “relevante” assessoria em exercícios e treinamentos, e no desenvolvimento de procedimentos, normas e instruções permanentes da Guarda Costeira no arquipélago de Cabo Verde.

Também merecem ser lembrados, os cursos de formação a nível de graduação realizados no Brasil para Oficiais de Marinha de Guerra de Cabo Verde, relembrando que no presente ano, o País acolheu cinco navios da Marinha do Brasil em seus Portos, com destaque para a presença, a bordo do Navio-Escola Brasil, dos dois primeiros oficiais cabo-verdianos formados na Escola Naval Brasileira e, a bordo do Navio-Patrulha Oceânico APA, de outros dois oficiais cabo-verdianos, estagiários do Curso de Formação para Oficiais de Marinhas Amigas.

Além do domínio da Defesa, convém notar que Brasil e Cabo Verde possuem longa tradição de cooperação para formação de profissionais marítimos para a Marinha Mercante, por meio de intercâmbio entre a Marinha daquele país e o Instituto Marítimo Portuário de Cabo Verde, designadamente na área académica e de investigação científica, com a Universidade de Cabo Verde (Uni.CV).

Refira-se que a Medalha “Amigo da Marinha” foi criada a 31 de Agosto de 1966, com a finalidade de agraciar personalidades civis sem vínculo funcional com a Marinha do Brasil que, possuidoras de elevada idoneidade moral e conduta pessoal, se tenham destacado nas atividades em prol do desenvolvimento do poder marítimo e demonstrado “elevado apreço” pela Marinha do Brasil.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade





  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    publicidade

    Newsletter

    Abonnement

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project