REGISTOS

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Emirados assinalam "Dia Nacional" com libertação de alegado "espião" britânico 26 Novembro 2018

Em 5 de maio o doutorando Matthew Hedges, de 31 anos, foi detido pelas autoridades dos Emirados Árabes Unidos, sob a acusação de espionagem. Cerca de sete meses depois, e por ocasião da celebração do Dia da União Nacional dos ’sete emirados", a entidade UAE concede o "perdão" ao cidadão britânico que, todavia, jura enquanto académico estar inocente das acusações de espionagem.

Emirados assinalam

O "Dia da União Nacional" assinalado a 2 de dezembro marca a reunião dos sete emirados do Golfo, Abu Dhabi, Dubai, Sharjah, Ajman, Fujairah, Umm al-Quwain e Ras al-Khaimah, formalizada em 1971 após o fim do protetorado inglês.

A constituição que unificou os Emirados Árabes Unidos foi assinada três anos depois da retirada dos britânicos, ao fim de dois séculos de ocupação.

Os britânicos mantinham a região "sob proteção" — forma "soft" de colonização em que os soberanos locais mantinham funções simbólicas — desde 1763, ano em que se estabeleceu em Bušehr, Pérsia a sede da companhia britânica da Índia Oriental (’British East India Company’).

A então Pérsia — denominada Irão desde 1979 — esteve ao longo de dois séculos como Protetorado Inglês, a forma "soft" de colonização britânica. Os ingleses mantinham em funções simbólicas os soberanos locais da região cobiçada — não só nos golfos pérsico e arábico, mas também em vários outros pontos do império britânico, ’onde o sol nunca se punha’.

Fontes: BBC/fontes históricas. Foto (Al Jazeera) do alegado espião, Matthew Hedges, com a esposa, Daniela Tejada. Ela lutou, sem dar tréguas aos poderes dum e outro lado, pela libertação do marido preso no aeroporto de Dubai no dia 5 de maio quando ia regressar à casa, no Reino Unido.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade



Mediateca
Cap-vert

blogs

Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project