REGISTOS

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Encontrados mais documentos classificados em residência do Presidente dos EUA 14 Janeiro 2023

O gabinete jurídico da Casa Branca encontrou mais documentos classificados na residência do Presidente dos Estados Unidos em Wilmington, Delaware, confirmaram hoje fontes oficiais.

Encontrados mais documentos classificados em residência do Presidente dos EUA

O assessor jurídico da Casa Branca Richard Sauber disse, em comunicado, que foram encontradas seis páginas de documentos classificados durante uma busca à biblioteca privada do Presidente Joe Biden, datados do seu tempo como vice-presidente (2009-2017).

Anteriormente, a Casa Branca tinha dado conta de apenas uma página nessas circunstâncias.

“Os oficiais do Departamento de Justiça que me acompanhavam ficaram imediatamente na posse dos documentos”, informou o assessor.

Na noite de segunda-feira, Richard Sauber informou que, em novembro, foi descoberto um "pequeno número de documentos classificados" num "armário trancado" no Penn Biden Center, um grupo de pressão ligado à Universidade da Pensilvânia, entregue ao Arquivo Nacional, responsável por preservar esse tipo de material.

Foram também descobertos documentos numa garagem.

Biden manteve um escritório privado nessas instalações, situadas em Washington, depois de deixar a vice-presidência, em 2017, até pouco antes de lançar a sua campanha presidencial, em 2019.

A Comissão de Justiça da Câmara dos Representantes, agora controlada pelos republicanos, abriu uma investigação sobre a matéria.

Os congressistas republicanos Jim Jordan – presidente da Comissão – e Mike Johnson escreveram uma carta ao procurador-geral dos Estados Unidos, Merrick Garland, anunciando o início da investigação e solicitando documentos relacionados com o caso, incluindo relatórios do Departamento de Justiça, do FBI e da Casa Branca, e com a nomeação, pelo procurador-geral, de Robert Hur, ex-procurador dos Estados Unidos nomeado pelo ex-Presidente Donald Trump, como conselheiro especial para investigar o caso.

"Esperamos a vossa total cooperação", apelaram os congressistas, solicitando que os materiais sejam enviados até 27 de janeiro.

A carta sublinha preocupações relacionadas com "transparência e responsabilidade por parte do mais alto poder executivo".

Biden adiantou na terça-feira que desconhece o conteúdo dos documentos confidenciais.

"Os meus advogados não sugeriram que eu perguntasse sobre o que eram os documentos. Entregaram as caixas nos arquivos e estamos a cooperar plenamente", salientou. A Semana com Lusa

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    publicidade

    Newsletter

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project