REGISTOS

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Enfim decifrada inscrição em anel de Pôncio Pilatos que crucificou Jesus 01 Dezembro 2018

A inscrição do anel do pretor romano que governava a Judeia no ano 33, encontrado em 1968, no sítio arqueológico de Herodion, Israel, foi enfim decifrada graças à tecnologia hoje disponível.

Enfim decifrada inscrição em anel de Pôncio Pilatos que crucificou Jesus

A notícia publicada nesta quinta-feira, 29, pelo diário israelita Ha’aretz, dá conta de que há cinquenta anos o achamento do anel de bronze, entre outros artefactos na escavação da fortaleza de Herodes, perto da cidade de Belém (hoje Bethlehem) não mereceu a atenção que recebe agora.

É a tecnologia atual que permitiu finalmente decifrar – com uma câmara especial—a inscrição que dá o anel como pertencente ao pretor da Judeia na década de 26 a 36.

Pôncio Pilatos lava as mãos

A omissão do pretor — consagrada na expressão que proferiu: "lavo daí as minhas mãos" — permitiu a crucifixão de Jesus, lê-se na Bíblia, nos Evangelhos.

Segundo fontes históricas contemporâneas dos factos, o novo pretor romano, Pôncio Pilatos, ao tomar posse do cargo no ano 26 teve de enfrentar a hostilidade dos judeus.

A ornamentação de Jerusalém — cidade santa dos judeus — com as estátuas dos deuses do panteão romano trazidos por Pôncio causa indignação e leva a levantamentos reprimidos em sangue.

A crucifixão de Jesus como parte de uma estratégia de pacificação dos dissensos entre romanos e judeus é uma hipótese que alguns historiadores têm seguido.

O pretor Pôncio terá tido, entre os anos 33 e 36, um consulado benquisto dos judeus. Mas, em 36, intrigas urdidas junto do governador da Síria por samaritanos — rivais dos judeus — fazem com que o imperador Tibério dê por finda a missão do pretor.

Fontes: Referidas. Fotos: A pintura do italiano-suíço Antonio Ciseri (1821-1891), representa o momento em que Pôncio apresenta Cristo à multidão que pede a sua morte.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade



Mediateca
Cap-vert

blogs

Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project