BREVES NOTÍCIAS

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Entrada de foguetão chinês na atmosfera provocou atrasos em voos em Espanha 04 Novembro 2022

A suspensão de operações no espaço aéreo espanhol na sequência da entrada incontrolada na atmosfera de restos de um foguetão da República Popular da China provocou demoras de cerca de meia hora em vários voos comerciais.

Entrada de foguetão chinês na atmosfera provocou atrasos em voos em Espanha

De acordo com Xavier Benavent, diretor de operações da Enaire, entidade que gere a navegação aérea em Espanha, registaram-se atrasos de cerca de "30 minutos" em várias ligações aéreas no país.

O organismo que controla os aeroportos espanhóis, Aena, afirmou através da rede social Twitter que não ocorreram cancelamentos mas sim atrasos nas ligações.

"Dos 5.484 dos voos programados, 300 sofreram atrasos", disse a Aena.

Xavier Benavente explicou que durante 40 minutos, entre as 09:37 e as 10:17 (08:37 e as 09:17 em Lisboa) esteve fechado o espaço aéreo espanhol devido à órbita do foguetão afetando sobretudo o funcionamento dos aeroportos de Madrid, Barcelona, Lleida e Reus, na região da Catalunha; assim como em Saragoça e Valladolid.

Os aeroportos das ilhas Baleares não foram afetados, como foi comunicado anteriormente.

As autoridades espanholas, seguindo as recomendações da Agência de Segurança Aérea Europeia e as instruções do gabinete interministerial liderado pelo Departamento de Segurança Nacional, estabeleceram as normas e os procedimentos de segurança.

A trajetória do foguetão cruzou toda a Península Ibérica, percorrendo 1.200 quilómetros, desde o norte de Portugal, passando a 80 quilómetros a norte de Madrid tendo abandonado o território pela Catalunha.

Em concreto, o espaço aéreo encerrado foi precisamente aquele que se estendeu por toda a órbita previamente detetada, mais cem quilómetros para a direita e outros cem quilómetros para a esquerda da linha.

Este tipo de foguetões costuma desintegrar-se quando entram em contacto com a atmosfera e não provocam impactos no tráfico aéreo mas, neste caso, a envergadura de oito toneladas do aparelho, levou à tomada de decisões para que fossem evitadas colisões que não se registaram. A Semana com Lusa

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project